Quarta Colônia

Silveira Martins oferece um passeio por suas cantinas e vinícolas

Autor: 18.309

Foto: Janio Seeger
Val Feltrina, interior de Silveira Martins, é a localidade que reúne o maior número de produtores de uva e de donos de cantinas no município

Até domingo, Silveira Martins sedia o tradicional Festival da Uva e das Águas, que está na 15ª edição. O evento começou sábado com a inauguração do pórtico "Caminho da Uva e das Águas" e com o filó (festa em formato de encontro familiar introduzida na região pelos imigrantes italianos) da Sociedade Assistencial, Recreativa, Esportiva e Cultural de Val Feltrina (Sarec), entre outras atividades.

A principal atração é o Roteiro da Uva, que inclui visitas às propriedades e cantinas de Val Feltrina, no interior do município. O visitante poderá provar e adquirir vinhos, sucos, uvas e outros derivados no local de origem. A próxima visitação será na quinta e sexta-feira, das 10h às 19h. São 13 propriedades e dois balneários - por isso, a menção às águas - na programação oficial.

Nova Palma é o 3º município da região a decretar emergência pela estiagem

O QUE VAI ROLAR
A programação até a próxima segunda-feira, em Silveira Martins:

Quarta-feira

  • 13h30min - Oficina com produtos derivados de uva, no salão paroquial. Inscrições gratuitas na Emater pelo telefone (55) 3224-1166   

Quinta e sexta-feira

  • 10h às 19h - Roteiro da Uva com venda de sucos, vinhos, uvas e derivados nas propriedades e cantinas de Val Feltrina

Sábado

  •  8h - Abertura do Torneio de Bocha na Sarec Val Feltrina
  • 10h às 19h - Roteiro da Uva em Val Feltrina

Domingo

  • 8h - Torneio de Bocha na Sarec Val Feltrina e canchas do município
  • Meio-dia - Almoço típico italiano na Sarec Val Feltrina

Corsan investirá R$ 14 milhões em estação de tratamento de esgoto

Já os interessados em aprender a fabricar produtos derivados de uva poderão se inscrever na oficina que será ministrada nesta quarta, às 13h30min, no salão paroquial. A inscrição é gratuita e pode ser feita na Emater pelo telefone (55) 3224-1166. Os participantes aprenderão técnicas de fabricação de vinhos, sucos, geleias, bolos e cucas à base da fruta dos parreirais.

CULTURA AMEAÇADA
Conforme o Escritório Municipal da Emater em Silveira Martins, o município cultiva 18 hectares de parreirais, o que rende, por safra, 7 toneladas por hectare. O total, por ano, rende uma colheita média de 126 toneladas em todo o município. No entanto, a produção vem caindo bastante devido à aplicação do agrotóxico 2, 4-D, utilizado nas lavouras de soja.

- A produtividade vem caindo ano a ano por causa das derivas. Em Val Feltrina, não tem soja, mas o que é aplicado em outras áreas acaba afetando os parreirais. Ninguém vai fazer um investimento sabendo que vai ter prejuízo - diz a engenheira agrônoma Katiule Morais, chefe do Escritório da Emater em Silveira Martins.

O festival, segundo Katiule, é uma tentativa de manter viva a cultura trazida por famílias da Itália que colonizaram os vales da Quarta Colônia. Silveira tem outros roteiros, mas Val Feltrina é o oficial por concentrar o maior número de cantinas, vinícolas e parreirais. O evento é organizado pela prefeitura, pela Emater e pela Sarec.

Carregando matéria

Conteúdo exclusivo!

Somente assinantes podem visualizar este conteúdo

clique aqui para verificar os planos disponíveis

Já sou assinante

clique aqui para efetuar o login

Anterior

Silveira Martins tem novo pórtico de entrada

Próximo

Exposição em Silveira Martins tem como tema o abandono materno

silveira martins