Monitoramento, interdição e liberação: confira a situação das áreas de risco e rodovias de Santa Maria

Autor: Bernardo Abbad e Nathália Arantes

Monitoramento, interdição e liberação: confira a situação das áreas de risco e rodovias de Santa Maria

Foto: Nathália Schneider (Diário)

Áreas de risco no Bairro Campestre

Ainda sob a influência do El Niño, o clima, até então quente e ensolarado, já muda nesta segunda-feira (18) no Estado devido a uma frente fria. Conforme a BaroClima Meteorologia, em Santa Maria a segunda-feira será abafada e com predominância de vento norte até o início da tarde. Já a chuva retorna com pancadas de maior intensidade em municípios como Rosário do Sul, São Gabriel, São Sepé e Caçapava do Sul. 


+ Receba as principais notícias de Santa Maria e região no seu WhatsApp


Monitoramento dos locais de risco

Mesmo com os altos volumes de chuva registrados nos últimos dias, não houve ocorrências graves em Santa Maria. Segundo o Superintendente da Defesa Civil de Santa Maria, Adão Lemos, contudo, o poder público segue monitorando os locais de risco.

– Não podemos parar. E demonstramos isso em ações concretas como, por exemplo, a limpeza de bueiros, desassoreamento de rios, conserto de estradas e ruas que foram afetadas. Isso são ações práticas por parte do poder público, mas também precisamos da ação dos moradores, como por exemplo, não jogar lixo na rua e em áreas impróprias, não desmatar e cuidar a vegetação, que protege contra deslizamentos de terra. São ações bem práticas que auxiliam muito – explica Lemos.

Ele aponta as quatro áreas de maior risco hidrológico e geológico em Santa Maria. Entre elas, está a Estação dos Ventos, no Km 3, devido à possibilidade de inundação:

– Nós tiramos duas famílias de lá e vamos trabalhar para ver se conseguimos tirar mais. É um local totalmente impróprio e elas não podem permanecer lá.

O superintendente destaca também o risco da Vila Churupa, que fica às margens da Barragem do DNOS, e a Rua Vereador Antônio Dias, no Bairro Campestre do Menino Deus, onde existe um ponto com a ocorrência de pequenos deslizamentos de terra. Porém, a área de maior risco, segundo Adão Lemos, continua sendo a Rua dos Canários, onde pelo menos 70 residências são monitoradas. Muitas delas estão instaladas em morros, com grande risco de deslizamento no Bairro Itararé.

– Com a questão do El Niño, teremos um cuidado ainda maior pelos próximos três meses. Estamos trabalhando com ações bastante interessantes de prevenção a longo prazo que serão divulgadas em breve, pensando, justamente nesse super El Niño – finaliza Adão Lemos.


Rodovias gaúchas

As fortes chuvas que afetaram o Estado provocaram também danos e alterações no tráfego em rodovias gaúchas. Durante a semana, chegou a ser registrado interdição em 11 trechos rodoviários. Até a tarde de domingo, de acordo com informações do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), oito trechos ainda estavam com bloqueios totais ou parciais em cinco rodovias.

Já na Região Central, no último sábado, a ponte sobre a várzea do Rio Vacacaí, BR-392, na localidade de Passo do Verde, em Santa Maria, foi bloqueada totalmente para manutenção na estrutura. Na ocasião, foram realizados reparos na cabeceira da ponte, que foi danificada com a cheia da última semana. Após o trabalho, o trecho voltou a operar com trânsito liberado. Os reparos na cabeceira da ponte foram totalmente concluídos na tarde de domingo (18).

Na manhã deste domingo, outro ponto que teve trânsito liberado foi na ERS-149, entre os municípios de Restinga Sêca e São Sepé, o qual estava bloqueado desde sexta-feira (15), também devido a cheia do rio Vacacaí.

Questionados a respeito de possíveis riscos na estrutura com as próximas chuvas, os técnicos do Dnit afirmam que a manutenção realizada no local afasta qualquer possibilidade de transtorno. Eles também destacam três pontos na região que requerem atenção nos próximos dias. São eles:

  • São Sepé, BR - 290, km 353 - Ponte do Arroio Bossoroca; Interdição, Parcial: liberado para veículos leves e bloqueado para pesados;
  • Cachoeira do Sul, BR-153, km 410 - Erosão de parte da rodovia, Bloqueio, Parcial: Crescente; 
  • Caçapava do Sul, BR-290, km 311.8 - Erosão de parte da rodovia, Interdição, Parcial.


Carregando matéria

Conteúdo exclusivo!

Somente assinantes podem visualizar este conteúdo

clique aqui para verificar os planos disponíveis

Já sou assinante

clique aqui para efetuar o login

Retorno de chuvas intensas antecede o início da primavera, que será marcada pelo fenômeno El Niño e outras 5 notícias Anterior

Retorno de chuvas intensas antecede o início da primavera, que será marcada pelo fenômeno El Niño e outras 5 notícias

Retorno de chuvas intensas antecede o início da primavera, que será marcada pelo fenômeno El Niño Próximo

Retorno de chuvas intensas antecede o início da primavera, que será marcada pelo fenômeno El Niño

Geral