distanciamento controlado

VÍDEO: governo propõe que municípios possam adotar protocolos próprios de bandeiras

Proposta ainda é discutida por associações. Estado entende o modelo de Distanciamento Controlado será fortalecido

18.398
Foto: Foto: Gustavo Mansur (Palácio Piratini/Divulgação)

Foto: Gustavo Mansur (Palácio Piratini/Divulgação)

O governador Eduardo Leite (PSDB) divulgou, em live nesta quinta-feira, a proposta repassada às associações de municípios para a gestão compartilhada do modelo de Distanciamento Controlado. Ainda nesta semana, Leite havia se reunido com representantes das associações e da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) para debater a cogestão.

Segundo Leite, foi proposto que o Estado mantenha a análise dos riscos e os apresente para as regiões. Os protocolos seguiriam válidos, a não ser que os prefeitos de cada região optem por protocolos distintos. Na compreensão do governo estadual, independente da definição, o modelo de Distanciamento Controlado é fortalecido.

- Se desejam, de um lado, que o governo do estado continuem impondo os protocolos, e sejam eles portanto impositivos e sem alterações a nível regional, se fortalece o modelo conferindo autoridade ao governo do Estado. Do outro lado, se a opção for para que as associações possam ter alterações de protocolos, se fortalece porque terá maior engajamento dos prefeitos na observância dos protocolos definidos, porque não apenas serão protocolos ditos pelo estado, mas protocolos os quais os prefeitos terão aderido juntos de modo colegiado pelas associações - argumentou o governador.

O governador também defendeu que isso não significa um afrouxamento ou diminuição do rigor para o estabelecimento de protocolos. Leite defende que as regras sejam observadas e aderidas pela população com participação ativa das prefeituras.

- Queremos protocolos que sejam observados. As prefeituras têm a obrigação e a tarefa de estabelecer o poder de polícia administrativa para a observação das regras de convívio social. A fiscalização dos municípios para que as restrições sejam cumpridas. O Estado tem prefeitos responsáveis e conscientes de seus compromissos com a saúde - defendeu.

Ainda não há confirmação da Famurs ou das associações de municípios sobre o aceite ou não da proposta.

*Colaborou Leonardo Catto


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190