contatos Assine
crimes virtuais

Polícia de Santiago investiga tentativas de golpe pelo WhatsApp

15 Maio 2019 11:40:00

Em todos os casos, os golpistas pedem dinheiro emprestado a amigos das vítimas

da redação*
Foto: Foto: Reprodução


Foto: Reprodução

Três pessoas procuraram a Polícia Civil de Santiago nesta terça-feira, após tentativas de golpes via WhatsApp. De acordo com a delegada Débora Poltosi, responsável pelas investigações, as pessoas não chegaram a perder dinheiro, já que desconfiaram que poderia ser um golpe e registaram boletim de ocorrência na polícia. 

Em todos os casos, o número da vítima é clonado e o aplicativo de troca de mensagens é aberto em outro celular ficando indisponível no chip original. Posteriormente, os golpistas entram em contato com amigos das vítimas e pedem dinheiro emprestado, inclusive passando números de contas bancárias para depósito.

Comunidade universitária da UFSM protesta contra cortes na educação

- Não é fácil chegarmos aos autores desse golpe, porque o meio virtual é complexo. Hoje, a nossa principal dificuldade é que qualquer pessoa pode comprar um chip de celular, informando, inclusive, nome e documentos falsos ou de terceiros. Mas, já temos uma linha de investigação - declara a delegada. 

A Polícia Civil orienta as pessoas que forem vítimas desse tipo de golpe, que devem registrar ocorrência na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento, levando impressos os prints das conversas dos golpistas com seus amigos. Após o registro policial, com a ocorrência, a vítima vai até à loja da sua operadora de telefonia e bloqueia o número.

Os casos estão sendo investigados pela Polícia Civil na tentativa de identificar os autores. A polícia acredita que a mesma pessoa ou grupo esteja por trás dos crimes. Quando identificado, o suspeito será indiciado por tentativa de estelionato, já que não houve perda financeira. 

WHATSAPP EMITE ALERTA
Conforme a delegada Débora Poltosi, ainda é cedo para saber se esses casos têm relação com o comunicado emitido ontem pelo próprio WhatsApp, depois do ataque de hackers sofrido pelo aplicativo. De acordo com a delegada, a linha de investigação aponta que o suspeito do crime seja da região.

Ontem, engenheiros do WhatsApp recomendaram que os usuários atualizassem a versão dos seus aplicativos. O problema confirmado pelo aplicativo foi uma invasão, que abre a possibilidade de que um hacker instale códigos maliciosos nos smartphones em, iOS e Android. O telefone pode ficar infectado apenas recebendo uma chamada de voz, mesmo que não seja atendida. Na noite de segunda-feira, o WhatsApp liberou uma correção para a falha.

Lei facilita cancelamento de assinatura de TV paga

Em ambos os sistemas, o usuário pode procurar na barra de busca das lojas de aplicativo por "WhatsApp". Quando o aplicativo aparecer, basta clicar em "atualizar". Se não houver esta opção, o aplicativo já está com a versão mais nova.
Saiba como atualizar o seu aplicativo

*Colaborou Janaína Wille


fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190