contatos Assine
Segurança

São Pedro do Sul e São Vicente do Sul investem em cercamento eletrônico

09 Fevereiro 2019 14:00:00

Municípios têm câmeras espalhadas em pontos estratégicos e centrais de videomonitoramento

José Mauro Batista


Foto: Divulgação/Prefeitura de São Pedro do Sul/Município tem 22 câmeras de videomonitoramento distribuídas pela área urbana e controladas pela Brigada Militar

Um conjunto de 22 câmeras de videomonitoramento auxilia a Brigada Militar e outros órgãos de segurança pública em São Pedro do Sul. Espalhados pelo Centro, nas vias de acesso à cidade, no Bairro Gaúcha e em alguns pontos específicos do município, os equipamentos são mantidos pela prefeitura.

A Central de Videomonitoramento está instalada no quartel da Brigada Militar, onde as imagens são analisadas e armazenadas por 15 dias. Antes, o período de armazenamento era de três dias, segundo informações do site da prefeitura. Conforme a secretária municipal de Administração, Silvana Taschetto, uma nova empresa deverá ser contratada para realizar a conservação dos equipamentos.

DE OLHO NAS RUAS

São Pedro do Sul

  • Município tem 22 câmeras espalhadas em vários pontos da cidade, como vias de acesso, no Bairro Gaúcha e em locais específicos, menos na área rural
  • A central de videomonitoramento funciona no quartel da Brigada Militar
  • A prefeitura ainda não aderiu ao SIM e banca a manutenção dos equipamentos em parceria com a iniciativa privada
  • A intenção é ampliar o videomonitoramento para o interior, mas ainda não há prazo para isso porque a prefeitura depende de recursos

VÍDEO: funcionários do hospital de Rosário do Sul protestam por atraso de salários

O sistema de videomonitoramento em São Pedro do Sul foi reinaugurado em 29 de abril do ano passado depois que as câmeras voltaram a operar graças a uma parceria entre a prefeitura e a Associação Comercial e Industrial (ACI). Conforme o acordo, a ACI contratou a empresa SC Telecom, de São Pedro, para fazer o levantamento do que era necessário para o conserto. A prefeitura, então, assumiu a parte da manutenção dos equipamentos.

Segundo a prefeita Ziania Bolzan (PTB), São Pedro ainda não aderiu ao Sistema de Segurança Integrada com os Municípios (SIM), mas a cidade pretende, quando tiver recursos, instalar câmeras no interior.

- Colocamos as câmeras por conta própria. A prefeitura paga a manutenção. A gente tem câmeras nas vilas e nas saídas da cidade, mas não temos no interior, onde há muito roubo de gado e a área está descoberta. Dentro das possibilidades, vamos colocar câmeras no interior - diz a prefeita.

Serralheiro de São Pedro do Sul que estava desaparecido é encontrado em Santiago

SÃO VICENTE

Já a prefeitura de São Vicente do Sul encaminhou, na semana passada, a documentação para aderir ao SIM e ampliar o sistema de videomonitoramento, com a instalação de uma central. Conforme o prefeito Paulo Flores (MDB), o município já havia encaminhado sua adesão ao SIM, mas a documentação teria se extraviado. São Vicente tem 14 câmeras espalhadas pela cidade, mas não tem uma central. O cercamento eletrônico da cidade deverá contar com mais seis câmeras, chegando a 20.

São Vicente do Sul

  • Município tem 14 câmeras espalhadas em vias de acesso à cidade e nas ruas centrais
  • A central de videomonitoramento funciona em um local que a prefeitura não divulga por questões de segurança, mas deverá ser instalada no quartel da Brigada Militar
  • A prefeitura encaminhou sua adesão ao SIM e aguarda R$ 75 mil da Consulta Popular de 2018 para comprar mais seis câmeras e chegar a 20 equipamentos
  • A central de São Vicente deverá se conectar com a central regional do Vale do Jaguari, sediada em Santiago

Prefeitura confirma carnaval fora de época em São Vicente do Sul

A ideia é que o monitoramento das imagens, que hoje funciona em um local não divulgado pela prefeitura por questões de segurança, seja transferido para o quartel da Brigada Militar, onde seria instalada a central de vigilância local.

A prefeitura de São Vicente aguarda a liberação de R$ 75 mil da Consulta Popular do ano passado. Com esses recursos, que o governo do Estado deverá repassar até julho deste ano, o município pretende criar a central e ampliar a rede de fibra óptica para melhorar a captação de imagens.

Segundo o prefeito, a central de São Vicente será interligada a uma central regional, sediada em Santiago. Essa central regional, que reunirá imagens de vários municípios da região, por sua vez, enviará para a central estadual, em Porto Alegre, que tem 58 monitores

Polícia apreende 80 peixes e detém pescadores por crime ambiental em Agudo

O QUE É O SIM

  • O Sistema de Segurança Integrada com os Municípios (SIM) foi criado para unir esforços entre instituições federais, estaduais e municipais e entidades organizadas para enfrentamento da violência e da criminalidade
  • Prevê a integração para ações de prevenção, operações, tecnologia, inteligência e informações, e ressocialização e sistema penitenciário
  • Atualmente, 297 municípios já aderiram ou estão em processo de adesão ao SIM no Estado


fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190