são joão do polêsine

VÍDEO: Vale Vêneto recebe o projeto para plantar camélias pelo distrito

Cerca de 21 espécies, que serão mantidas pela comunidade, vão colorir ruas e casas de Vale Vêneto

Laiz Lacerda
Foto: Foto: Renan Mattos (Diário)


Foto: Renan Mattos (Diário)

Com a intenção de agradecer a hospitalidade e a educação que receberam da comunidade do Distrito de Vale Vêneto, localizado em São João do Polêsine, um grupo de ex-alunos da localidade desenvolveu o projeto "Camélias do Vale".

O grupo é formado por mais de 200 pessoas que estudaram do Seminário Rainha dos Apóstolos dos Padres Palotinos e do Ginásio Nossa Senhora de Lourdes das Irmãs do Imaculado Coração de Maria. A maioria atualmente mora em outras cidades do Brasil e até mesmo no exterior.

VÍDEO+FOTOS: faculdade de Santa Maria realiza primeira formatura drive-thru

Segundo o professor aposentado e idealizador do projeto, Galileo Buriol, durante os encontros que acontecem anualmente - uma edição regional e outra nacional - a vontade de retribuir ao local todas as boas lembranças que guardam  os ex-alunos era grande. Para eles, a distância não apaga todo o aprendizado e experiência vividos no distrito.

- Tudo começou quando fui a Carlos Barbosa e conheci um colecionador de camélias. Lá, há flores centenárias -conta Galileo.


E foi na manhã de quinta-feira que o grupo apresentou o projeto oficialmente e fez o plantio simbólico das primeiras mudas de camélia. As plantas serão doadas aos moradores para que sejam plantadas nas casas e ajudem a enfeitar a região. 

Academia do Centro Desportivo Municipal é revitalizada

O professor explica que através do colecionador Davir Zwiter Maffasioli o grupo conheceu o viverista Renato José Schommer que ficou responsável pelas mudas das 21 espécies de camélias, em diferentes tamanhos e cores, que serão plantadas e distribuídas para a comunidade do distrito turístico.

De acordo com o ex-aluno e morador da localidade Luiz José Pivetta, a escolha pela camélia foi motivada pela beleza que a planta representa, além de ter um significado muito especial tanto para a comunidade local quanto para os turistas.


Foto: Renan Mattos (Diário)

- A camélia é uma flor que floresce no frio e isso fará com que Vale Vêneto fique ainda mais linda e florida durante o Festival de Inverno.

Pivetta conta que para continuar embelezando o local, a ideia também é trazer outras espécies de plantas que florescem em diferentes estações, desta forma, retribuir aos poucos todo o carinho que o grupo tem pelo distrito.

Domingo de sol e temperatura agradável leva ciclistas às ruas

O projeto "Camélias do Vale" foi publicado no final do ano de 2019 na revista International Camellia Journal, o que fez com que o grupo e a comunidade ficassem ainda mais contentes com o resultado.

Feliz e emocionado com o retorno positivo que o projeto teve da comunidade e, também do Executivo municipal de São João do Polêsine, Galileo acrescenta que a ação tem previsão de ser desenvolvido em três anos.

-Os festivais sempre proporcionaram a integração da comunidade e com o 'Camélias do Vale' não foi diferente. Os moradores sentem orgulho e satisfação por residirem aqui e isso faz toda a diferença - conclui Galileo.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190