na região

Polícia indicia duas pessoas por latrocínio e ocultação de cadáver em Vale Vêneto

Corpo da vítima, de 76 anos, foi encontrado carbonizado nas proximidades de salão comunitário da Nossa Senhora da Gruta, interior de São João do Polêsine

18.398
Foto: Foto: Divulgação (Polícia Civil)
Investigação aponta envolvimento de pelo menos três pessoas, sendo um adolescente

A Delegacia de Polícia de São João do Polêsine concluiu, na última quarta-feira, o inquérito que investigava a morte de Ovídio Veber, 76 anos. O corpo dele foi encontrado no começo de julho, em Vale Vêneto, interior do município. Dois suspeitos, uma mulher, de 36 anos, e um jovem, de 26 anos, foram indiciados por latrocínio e ocultação de cadáver. Ainda, a polícia também apurou o ato infracional de um adolescente, de 16 anos, envolvido no fato. A polícia concluiu também pela responsabilização dele pelo latrocínio e ocultação de cadáver. 

Após colisão e bloqueio, trânsito é liberado na Avenida Liberdade

As investigações mostraram que os suspeitos utilizaram uma pedra de 22,1 kg para atingir e matar o idoso. Depois, eles teriam ateado fogo no copo, que foi encontrado parcialmente carbonizado. A motivação, segundo o delegado responsável, Sandro Meinerz, foi patrimonial e financeira. Logo após o crime, eles teriam vendido o carro da vítima e a polícia acredita que a mulher tenha visitado a casa pelo menos três vezes após o latrocínio, com o intuito de retirar objetos da residência. Conforme Meinerz, uma máquina de lavar que pertencia ao idoso chegou a ser levada e foi encontrada na residência da suspeita após mandado de busca e apreensão no local. 

O crime de latrocínio tem pena de 20 a 30 anos, conforme o delegado. Ainda, a ocultação de cadáver pode acrescentar de um a três anos de prisão. O inquérito segue agora para o Foro de Faxinal do Soturno, onde deve ser julgado após passar por denúncia do Ministério Público.

O CASO
Na sexta-feira, 3 de julho, uma família de trabalhadores rurais procurava por madeira para fazer lenha em um local próximo ao salão comunitário da Nossa Senhora da Gruta quando localizou um corpo carbonizado em um matagal. O corpo estava em estado de putrefação e com o crânio quebrado. Poucos dias depois, a polícia foi capaz de identificar a vítima. Ovídio Veber era viúvo e tinha três filhas. Elas não moravam no local e não mantinham contato frequente com o pai, por isso não teriam percebido o desaparecimento dele. 


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190