chuvarada

Governo federal promete destinar R$ 24 milhões para municípios afetados pela chuva

O valor será dividido entre 24 cidades que tiveram prejuízos com as enchentes

da redação
Foto: Foto: Prefeitura de Santiago (Divulgação)
Prefeito Tiago Gorski Lacerda, de Santiago, foi um dos gestores presentes no encontro


Foto: Prefeitura de Santiago (Divulgação)
Prefeito Tiago Gorski Lacerda, de Santiago, coordenou o grupo de gestores presentes no encontro

Uma comitiva de prefeitos das cidades gaúchas atingidas pelas chuvas foi a Brasília, nesta terça-feira, para buscar recursos junto ao governo federal. A intenção dos gestores é retomar a normalidade nos municípios que foram castigados pelos eventos climáticos. O prefeito Tiago Gorski Lacerda (PP), de Santiago, coordenou a comitiva. Além dele, os prefeitos de São Francisco de Assis, Rubemar Paulinho Salbego (PDT), e de Rosário do Sul, Zilase Rossignollo (PTB), também representaram a Região Central. 

Conforme Gorski, o governo federal prometeu liberar em breve R$ 24 milhões para auxiliar na recuperação de estradas e desobstrução de córregos. Esse valor deve ser dividido entre 24 cidades gaúchas que tiveram prejuízos com as enchentes.

- Esse valor deve ser repassado pelo governo com urgência, visto que a água dos rios está baixando e é preciso recuperar as cidades. Foi um encontro extremamente positivo - relatou o prefeito de Santiago. 

Saiba como ajudar famílias que foram atingidas pela chuvarada na Região Central

Uma das principais demandas dos prefeitos é a liberação de dinheiro para a contratação de horas-máquina para agilizar a desobstrução de córregos e canais, a limpeza das ruas e a recuperação de estradas. Com a liberação, as prefeituras contratariam retroescavadeiras, patrolas e demais veículos, já que o maquinário dos municípios não consegue atender todos os problemas, alegam os prefeitos.Eles buscaram ainda a renegociação das dívidas de proprietários rurais que tiveram prejuízos, liberação do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) aos moradores, entre outas questões. 

Chuva continua até o final de janeiro na região em volume menor

Em Brasília, os prefeitos tiveram um encontro, às 15h, com o secretário nacional de Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas Alves. Logo em seguida, às 17h, o ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, recebeu as demandas dos gestores municipais.

Ontem, os prefeitos de Rosário do Sul, São Francisco de Assis e São Gabriel estiveram no Palácio Piratinii. Num primeiro momento, foi feito um balanço da ajuda humanitária fornecida pelo Estado até agora, o que inclui quatro lotes com milhares de arrecadações às famílias, principalmente de roupas e alimentos.

Desde o último dia 9 de janeiro, 27 cidades do Rio Grande do Sul registraram algum tipo de estrago em função das chuvas. Desse número, 18 já decretaram situação de emergência. Na região, Rosário do Sul, São Francisco de Assis e São Gabriel já tiveram seus pedidos de situação de emergência homologados. Além dessas três cidades, Caçapava do Sul, Lavras do Sul e Santiago também assinaram decreto de emergência, mas ainda aguardam a homologação do governo do Estado. 


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190