achatamento da curva

Estudo mostra queda no número de infecções por coronavírus em São Gabriel

Professor da Unipampa afirma que há 80% de chance de o pico de casos da doença já ter passado

18.398
Foto: Foto: Prefeitura de São Gabriel (Divulgação)
Um dos professores que trabalha no laboratório da Unipampa, Jeferson Franco diz que há 80% de chance de o pico de infecções ter passado

Foto: Prefeitura de São Gabriel (Divulgação)
Um dos professores que trabalha no laboratório da Unipampa, Jeferson Franco diz que há 80% de chance de o pico de infecções ter passado

Relatório divulgado pelo Grupo Iniciativa Covid, da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) mostra um achatamento da curva de contaminação por coronavírus em São Gabriel. Os dados, que comparam o total de amostras realizadas pela universidade e o número de casos positivos, identificam que os períodos mais críticos foram entre 24 e 30 de maio e 7 e 13 de junho (veja o gráfico abaixo). Os registros da doença diminuem de semana a semana, mesmo com o aumento da testagem.


Dados de São Gabriel

De acordo com o professor Jeferson Franco, um dos quatro docentes envolvidos no laboratório que faz as análises, há 80% de chance de o pico de infecções já ter passado. Entretanto, é necessário manter os cuidados com a saúde para que a tendência se confirme.

- Não podemos garantir que novos picos não surjam. Isso dependerá da colaboração da população, que deve evitar aglomerações, manter os hábitos de higiene e distanciamento social - pondera o docente, que trabalha no campus da Unipampa em São Gabriel.

Segundo o biólogo, a queda nos registros resulta do isolamento e acompanhamento dos pacientes. Maior quantidade de testes possibilita que a Covid-19 seja identificada precocemente.

­- É feito o "cercamento" dos pacientes, em que eles são isolados rapidamente. Os profissionais da secretaria de Saúde localizam com rapidez as pessoas com as quais os infectados tiveram contato para pô-los em isolamento - diz Franco.

Leia outras notícias de São Gabriel

PARCERIA

O convênio entre a prefeitura e a universidade foi firmado em 14 de maio. A partir dele, testes do tipo RT-PCR (que identifica a presença do vírus ativo no organismo) foram disponibilizados pela Unipampa. Deste então, todos os cidadãos que procuram o sistema municipal de saúde e apresentam sintomas gripais são testados. O resultado dos testes é obtido em até seis horas.

Em entrevista ao Diário, na semana passada, o secretário Ricardo Coirolo, chefe da pasta de Saúde, comentou que a parceria com a Unipampa possibilitou que São Gabriel saísse dos protocolos do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde, nos quais, segundo ele, recomenda-se que apenas os pacientes com sintomas graves façam o exame.

Até terça-feira, a cidade registrava 237 confirmações da Covid-19, dos quais, oito pacientes estavam hospitalizados, 26 em isolamento domiciliar, 194 recuperados. Nove mortes pela doença ocorreram no município.

A instituição de ensino tem parceria com outras cidades, como Santana do Livramento, Rosário do Sul, Santa Margarida do Sul, Vila Nova do Sul, Manoel Viana e Alegrete. Entre elas, São Gabriel foi a que mais testou, com pelo menos 420 amostras pelo laboratório.

Dados de todos os municípios conveniado

O prefeito Rossano Gonçalves (PL) visitou o laboratório na última sexta-feira e fez uma live no espaço, onde detalhou o trabalho e os resultados obtidos.

No somatório, em todos os municípios, mais de 1 mil testes foram realizados com kits comprados com verba própria da universidade ou de recursos enviados pela Justiça do Trabalho.

*Colaborou Rafael Favero


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190