estabelecimentos

Prefeitura de São Francisco de Assis vai ajudar no recadastramento de empresas

Na região central, mais de 13 mil empresas estão com os dados desatualizados

José Mauro Batista
Foto: Prefeitura de São Francisco de Assis (divulgação)
Empresas que não fizerem atualização de cadastro serão fechadas


Foto: Prefeitura de São Francisco de Assis (Divulgação)
Empresas que não fizerem atualização de cadastro serão fechadas

A convocação feita pela Junta Comercial do Rio Grande do Sul para que empresas gaúchas atualizem seus cadastros até o dia 18 deste mês já está surtindo efeito. Muitas prefeituras começaram a atualizar seus bancos de dados em relação ao número de empreendimentos em operação. Na região da área de cobertura do Diário, que tem 39 municípios, 13.243 empresas constam na relação da Junta. Elas terão que informar se ainda estão em atividade ou se deixaram de operar e não deram baixa no registro. Os estabelecimentos que não atualizarem os dados no prazo estabelecido terão seus registros automaticamente cancelados.

A prefeitura de São Francisco de Assis é uma das que já começou a levantar dados. Segundo o secretário municipal de Indústria e Comércio, Domingo Jesus Bianchini, a pasta vai fazer um trabalho de regularização, aproveitando a convocação feita pela Junta Comercial. Conforme o secretário, só o cadastro de Micro Empreendedor Individual (MEI) tem o registro de 616 empresas, que atuam principalmente na área de prestação de serviços.

- Entre locadoras, pedreiros e outros prestadores de serviço, mas os MEIs vão além disso e incluem pequenas fábricas e serralheiras - explica o secretário.

Pinhal Grande terá passeio pelo Rio Jacuí

No período de 2017 a agosto deste ano, São Francisco de Assis tem saldo positivo de cinco empresas de pequeno porte. No ano passado, foram abertas 86 empresas e fechadas 33, de todos os portes, registrando um saldo positivo de 53 empreendimentos. De janeiro a agosto deste ano, já são 68 formalizações e 20 baixas, um saldo positivo de 48 empresas em 2018 no município.

Conforme Bianchini, a adesão de assisenses ao programa federal Bolsa Família resultou no fechamento de muitos empreendimentos classificados como MEI. Isso porque quem recebe o benefício do governo não pode ter empresa.

FORÇA LOCAL

Bianchini ressalta que a atual administração aposta no incentivo à produção local para gerar emprego e renda no município. Um exemplo recente foi a retomada da Feira Regional da Indústria, Comércio, Agroindústria, Artesanato e Serviços (Feicassis), que não era realizada há cinco anos. No mês passado, a 14ª Feicassis reuniu mais de 100 expositores, de vários segmentos, e levou milhares de assisenses e visitantes de municípios da região nos três dias de feira, no Ginásio Municipal José Silveira Falkembach.

Prefeitura de Santiago retoma obra do aeroporto municipal

A próxima Feicassis acontecerá somente em 2020 porque foi acertado que a feira ocorrerá de dois em dois anos. Isso, no entanto, não significa que São Francisco ficará sem uma atração. Deverá ocorrer, provavelmente em outubro do ano que vem, a Feira de Agronegócio (Feagro), que reunirá fabricantes de produtos colônias, artesanato e agronegócio. A diferença é que a Feagro é uma feira local.

- É uma feira menor que a Feicassis, que tem caráter regional, mas é importante para a economia do município - destaca Bianchini.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190