nova esperança do sul

VÍDEO: figurantes da região se casaram na igreja onde a Globo gravou cena da novela

Juliana Paes e Marcos Palmeira gravaram casamento de personagens onde Lourdes e Demi disseram 'sim' há 50 anos

da redação*
Foto: João Miguel Jr. (Globo) e Pedro Piegas (Diário)

Fotos: montagem sob fotos de João Miguel Jr. (Globo) e Pedro Piegas (Diário)

Quando Demi Delevati e Lourdes Dalenogare se casaram na Igreja São Caetano, em Nova Esperança do Sul, no dia 6 de setembro de 1969, jamais imaginaram que o local onde se uniram em matrimônio ganharia destaque em uma novela da Globo. E mais do que isso: seria palco de uma cena de casamento, com noivos interpretados por Juliana Paes e Marcos Palmeira.  


Ao contrário da ficção, onde o casamento terá um fim trágico, já que Amadeu, personagem de Marcos Palmeira, leva um tiro e é dado como morto, na vida real, a união de Demi e Lourdes, ambos com 70 anos, comemora bodas de ouro em 2019. O casal teve a oportunidade de participar da gravação como figurante e, segundo Lourdes, foi como se os dois pudessem reviver o dia em que subiram ao altar.

- Foi muito emocionante. Parece que voltamos no tempo. Essa igreja é muito especial para nós, porque marcou o nosso amor - lembra Lourdes.

VÍDEO: novo teaser de 'A Dona do Pedaço' traz cenas gravadas na região

Aposentados, os dois são proprietários de uma loja de móveis e materiais de construção em Nova Esperança do Sul. O casal tem quatro filhos e quatro netos. Eles ainda guardam fotos em preto e branco da cerimônia e lembram detalhes da noite que, segundo eles, estava muito fria. 

- Na época, era tudo simples. Casamos de noite, teve um risoto para uns 50 convidados e depois fomos para casa - relata Demi.

O casamento do casal de figurantes virou assunto entre o elenco da novela. Quando souberam, os globais até quiseram trazer elementos da união de 50 anos atrás para a composição da cena.

- Alguém contou para a Juliana que eu tinha me casado nessa igreja e ela fez questão de me chamar no camarim. Quando eu cheguei, ela pediu: "cadê o maridão?". Eu disse que ele já tinha ido embora. Ela queria saber vários detalhes do casamento, é uma querida. No fim, disse que queria me dar um presente. Como não tinha nada em mãos, ela tirou um grampo do cabelo e me deu - conta Lourdes.

A novela A Dona do Pedaço estreia nesta segunda-feira, a partir das 21h30min, na Globo. 

UMA COMUNIDADE MOBILIZADA
A pequena comunidade de Linha Um, no interior de Nova Esperança do Sul, nem parece a mesma de fevereiro, quando as gravações da nova novela da Globo A Dona do Pedaço reuniam, diariamente, quase mil pessoas no local, entre atores, cinegrafistas, produtores, técnicos, seguranças, figurantes e serviços gerais. A movimentação de carros, vans e ônibus, conforme moradores, começava às 7h e só terminava às 20h. Para se ter uma ideia, conforme o IBGE, a cidade tem 4,6 mil habitantes. Na comunidade, vivem cerca de 17 famílias. Nem as festas de Nossa Senhora de Fátima, a mais tradicional da comunidade, que reúne centenas de fiéis na gruta a cada ano, movimenta tanta gente.  


O que atraiu a direção da novela para a Linha Um foi a igreja São Caetano. A construção centenária chegou aos olhos dos produtores depois de uma pesquisa na internet, onde viram um vídeo feito em 2016 para arrecadar fundos após um temporal arrancar parte do telhado da igreja.

- Somos uma comunidade pequena, não tínhamos recursos para reconstruir tudo sozinhos. Então gravamos um vídeo pedindo ajuda. Até usamos um drone emprestado. Na época, conseguimos parte do dinheiro com doações e também fizemos almoços, rifas... Eles nos disseram que viram o vídeo na internet e entraram em contato com a prefeitura. Uma pena que não apareça o nome da cidade na novela, já que criaram um nome fictício para a cidade - conta a bancária Patrícia Lovato Cogo, filha de moradores da comunidade.


Foto: Pedro Piegas (Diário)

Assim como Demi e Lourdes, outros moradores locais foram contratados para fazer figuração ou ajudar na produção. A estudante de Enfermagem Eloisa Lovato Cogo foi uma espécie de braço direito dos diretores, ajudando na montagem e desmontagem do cenário, convidando os figurantes e sugerindo pessoas para trabalharem.

8 fatos que marcaram a passagem dos atores globais pela região

- Foi muito legal porque eu tive contato com quase todo o elenco. A gente respeitava o momento de concentração deles, mas todos nos atendiam para tirar fotos. E o pessoal da emissora é muito legal, os artistas tinham a mesma alimentação que nós, o mesmo tratamento. Não tinha nenhuma diferenciação - destaca a estudante. 

Conforme os moradores locais, a igreja sempre foi muito procurada por casais de toda a região para books fotográficos. Mas o movimento aumentou depois que a Globo gravou cenas da próxima novela no local. E quem quiser marcar o casamento no lugar deve se adiantar e entrar em contato a paróquia o quanto antes, pois a procura também deve aumentar.

PARA VER OS GLOBAIS, VALIA DE TUDOFoto: Pedro Piegas (Diário)

O alvoroço na pequena comunidade foi tanto, que depois do primeiro dia de gravações, no dia 16 de fevereiro, todas as entradas de residências próximas do set foram fechadas a pedido da emissora e dos proprietários. A casa dos agricultores Gabriel Scalcon e Maria Irene Scalcon foi uma das propriedades invadidas por curiosos na expectativa de ver algum artista. O casal conta que cercas foram destruídas e até em árvores as pessoas subiam. 

- O povo invadiu os pátios das casas, derrubou plantações... Nessas minhas bergamoteiras aqui, muita fruta foi para o chão. Eram quase umas 3 mil pessoas que vieram acompanhar as gravações. Só aqui no meu pátio tinha umas 200. Eu estava lá grando como figurante, não tinha como impedir. Depois pedi para os seguranças retirarem as pessoas - relata o agricultor.

A preocupação da emissora era para que não vazassem cenas da novela. Por isso, a orientação era que não fossem tiradas fotos nem gravados vídeos que mostrem os figurinos ou personagens em cena.

*Colaborou Janaína Wille

Imagens


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190