pandemia

Mesmo com bandeira vermelha, comércio de Caçapava do Sul segue aberto

Ministério Público solicitou e prefeitura afirmou que haverá fiscalização para cumprimento de normas

18.398
Foto: Foto: Iara Menezes (Gazeta de Caçapava)
Atualizada em 14/07/20, às 20h40min

Diferente do que determina a bandeira vermelha do modelo de distanciamento social do Estado, em vigor na região de Caçapava do Sul, o comércio não essencial da cidade amanheceu com as portas abertas nesta terça-feira. O Centro de Dirigentes Lojistas (CDL) local orientou seus associados a seguirem com os estabelecimentos abertos, em publicação em uma rede social, ainda na noite da última segunda. A decisão teria sido conjunta, envolvendo Sindilojas, Associação Comercial de Caçapava do Sul e CDL, afirmou o presidente deste último, Odacir Mariani. O comércio não essencial na cidade funciona das 9h ao meio-dia e das 14h às 17h. 

Região tem 3 mortes por coronavírus nesta terça-feira

- Nós fizemos uma pesquisa, junto aos nossos associados, no fim de semana, e constatamos que a posição da maioria é não fechar. O foco de contaminação não é comércio. Muitas empresas, se fecharem novamente, não irão mais abrir as portas. Nossa intenção é permanecer aberto amanhã e ao longo do restante da semana. Qualquer iniciativa que for tomada pelo Estado ou pela própria prefeitura será avaliada pelos associados - afirma Mariani. 

MINISTÉRIO PÚBLICO
Na noite desta terça-feira, a prefeitura afirmou, por meio da assessoria de comunicação, que vai seguir as normativas do Estado, conforme o prefeito, Giovani Amestoy, já havia informado na noite de segunda-feira em reunião com as entidades.  O Ministério Publico havia notificado a prefeitura, para que cumprisse com o decreto estadual, e as notificações foram encaminhadas para o CDL e e Associação Comercial e Industrial  da cidade. O MP, ainda, emitiu ofícios para Brigada Militar e Bombeiros solicitando reforço à prefeitura nas fiscalizações. 

Pelo último boletim epidemiológico da prefeitura, Caçapava registra 232 casos confirmados de coronavírus, sendo que destes 59 seguem ativos - ou seja, não estão curados. Até agora, quatro óbitos foram registrados, o mais recente no último final de semana

NOVO DECRETO
Na noite desta terça, a prefeitura emitiu um novo decreto com regras para o funcionamento do comércio em Caçapava do Sul. 

De acordo com o documento, supermercados, mercados, açougues, padarias, fruteiras e similares, lojas de vendas de suprimentos alimentícios essenciais e estabelecimentos do setor do agronegócio devem funcionar com capacidade de até 50% dos funcionários e clientes. O horário de funcionamento deve ser até às 19h.

Padarias, lancherias, restaurantes e similares, no estilo a la carte e prato feito devem trabalhar com capacidade máxima de 50% de funcionários, proibindo o consumo de mercadoria no local. Estes estabelecimentos só poderão realizar a entrega de marmitex ou alimento no estilo pegue-leve, tele-entrega ou drive-thru.

Além disso, fica determinado que os comércios considerados não essenciais devem reduzir para 25% o número de trabalhadores. O atendimento ao público só poderá ser realizado via comércio eletrônico, tele-entrega, drive-trhu, pegue-leve, com horários das 9h às 17h, de segunda a sábado. Fica vedado o atendimento de clientes no interior destes estabelecimentos.

O decreto também regulamenta os serviços em farmácias, postos de combustíveis, consultórios, clínicas, indústrias, academias, entre outros. 

*Colaboraram Rafael Fávero, Chaiane Appelt e Jaiana Garcia


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190