tradicionalismo

Coxilha Nativista de Cruz Alta já tem comissão julgadora

Cinco artistas vão avaliar as composições candidatas

Foto: Foto: Djovana Souza (divulgação)

Foto: Djovana Souza (divulgação)/

A comissão organizadora da 40ª edição da Coxilha Nativista de Cruz Alta divulgou a relação dos jurados. Serão responsáveis por avaliar as composições candidatas os seguintes artistas: Xiru Antunes, Glauco Vieira, Analise Severo, Everson Maré e Sandro Fogaça.

O festival será realizado de 29 de julho a 2 de agosto, de quarta-feira a domingo, contando com uma noite a mais do que as quatro tradicionais. Em duas delas, haverá um momento especial chamado "Coxilha Nativista - O festival de todos os festivais", momento em que será feito uma homenagem em forma de mostra aos grandes festivais tradicionalistas e suas canções.

A Coxilha Nativista é o principal e maior festival do gênero no Estado e nunca sofreu qualquer interrupção. Além de promover e premiar compositores, músicos e intérpretes, o evento leva cultura e aprendizado para os estudantes. Desde 2018, ocorre o projeto Coxilha na Escola. A proposta leva a contribuição social e cultural e incentiva o surgimento de novos talentos.

No ano passado, foram beneficiados alunos de 37 escolas, que participaram de atividades como oficinas de canto, violão e poesia.

CONHEÇA OS JURADOS

Analise Severo

Natural de Santa Maria, é formada em Direito e é radialista. Participou da maioria dos festivais de música do Rio Grande do Sul, sendo uma das cantoras mais atuantes e premiadas. Entre as diversas premiações, recebeu o Troféu do Fegart, atual Enart, como "Melhor Solista Vocal Feminino do Estado" em 1994. Com mais de 25 anos de carreira, seis CDs gravados e mais de 300 músicas, levou seu cantar para todo o Brasil

Everson Maré

É músico, arranjador, compositor, intérprete e instrumentista; premiado em vários festivais, incluindo a Coxilha Nativista. Começou sua trajetória como professor de música na Casa de Cultura João Simões Lopes Neto, em Pelotas. Em seguida, ingressou no conjunto Os Serranos, com o qual ganhou disco de ouro pela vendagem de mais de 100 mil cópias. Pela música, já representou a cultura gaúcha no Brasil e também em outros países

Glauco Fonseca Vieira 

Missioneiro, nascido em São Luiz Gonzaga, iniciou sua paixão pela música influenciado pelos avós maternos. Aos 5 anos de idade, aprendeu a primeira música na gaita pianada com seu avô José Dornelles. Aos 14 anos, começou a animar bailes, com os grupos Raça Pampeana e Os Orelhanos. Em 2007, surgiu convite para acompanhar o cantor Mano Lima. Mudou-se para Porto Alegre, fazendo parte do quarteto de Luiz Carlos Borges

Sandro Fogaça Martins Nascido em Cruz Alta, é professor de história e geografia do Ensino Médio. Tem participação em diversos festivais nativistas como instrumentista. Como compositor, participou de festivais como Carijo da Canção Gaúcha, Canto Missioneiro, Canto Nativo, Festival da Mata e Coxilha Nativista, sendo premiado com a melhor melodia no 10º Festival da Mata com a música à moda antiga

Xiru Antunes Natural de Pedro Osório, tem formação em técnico em agropecuária. É poeta, compositor, recitador, intérprete, apresentador e pesquisador. Foi premiado nos mais importantes festivais nativistas e possui cinco CDs gravados. É criador do projeto América Grande do Sul, que procura identificar o gaúcho como um ser característico da América Latina, tendo em vista seus usos e costumes


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190