contatos Assine
saúde

Funcionários do hospital de Cacequi ameaçam entrar em greve

24 Janeiro 2019 10:30:00

Eles alegam que direção não honrou acordo feito para o fim da greve que aconteceu em novembro de 2018

José Mauro Batista
Foto: Foto: Julio Cezar da Silva Conrado (Divulgação)
Paralisação de trabalhadores, no ano passado, resultou na suspensão de parte dos serviços

Foto: Julio Cezar da Silva Conrado (Divulgação)
Paralisação de trabalhadores, no ano passado, resultou na suspensão de parte dos serviços

Os funcionários do Instituto de Saúde e Educação Vida (Isev), que administra o hospital de Cacequi, ameaçam entrar em greve, novamente. Eles alegam que a direção do hospital não cumpriu o acordo feito por conta da greve iniciada em 28 de novembro do ano passado, quando parte do quadro parou as atividades, reduzindo a prestação de serviços à comunidade. Conforme o presidente da Federação dos Empregados da Saúde do Rio Grande do Sul, Milton Francisco Kempfer, os trabalhadores temem que a empresa - Isev - tenha sido vendida a outra empresa ou trocado de nome.

- Na verdade, eles me relataram que o hospital não cumpriu o que havia prometido, que era quitar os atrasados até o final de janeiro. Eles ficaram sabendo que entrou uma associação, uma nova gestora do hospital, e isso seria um componente novo. Eles falam em greve, mas vamos ter que conversar - diz Kempfer, que pretende ir a Cacequi, hoje, para tentar uma reunião com os responsáveis pelo Isev no município.

Acaba a greve em hospitais de Agudo, Cacequi e Cruz Alta

O Instituto estaria devendo 60% do 13º de 2017, mais cinco parcelas referentes a salários e férias de todo o ano passado, além de metade do salário de novembro e todo o salário de dezembro. Não há informações de quanto seria essa dívida, atualmente.

O Isev - Hospital de Cacequi atende basicamente pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e do Instituto de Previdência do Estado (IPE). A estrutura compreende um Pronto-Atendimento (PA), clínica médica e uma ala de psiquiatria, que funciona como uma clínica de atendimento a dependentes químicos. O hospital tem 30 leitos, sendo 10 na ala psiquiátrica e três no PA. Conforme a prefeitura informou ao Diário, no início de dezembro, a administração municipal repassa R$ 70 mil por mês para manter o PA. O valor continua sendo repassado pela prefeitura, mas seria insuficiente para as despesas do hospital. Em dezembro, o hospital tinha 47 funcionários, e 15 deles entraram em greve.

Parte de funcionários do Hospital de Cacequi tem salários pagos

Na época, a diretora administrativa do Isev em Cacequi, Vera Elizabeth Lima da Silva, informou que a folha de pagamento do hospital variava de R$ 80 mil a R$ 90 mil mensais, sem contar os salários dos médicos. A folha total sairia em torno de R$ 150 mil por mês. Quem está se pronunciando, agora, é a direção estadual do Isev, que fica em Porto Alegre.

DÍVIDA ESTADUAL

Segundo a vice-presidente do Isev do RS, Lucia Bueno, o acordo feito com os funcionários não foi cumprido porque o Estado não repassou recursos que estaria devendo ao Instituto. Conforme Lucia, a dívida total seria, hoje, em torno de R$ 1,3 milhão referente ao hospital de Cacequi. Há um processo administrativo em andamento no governo do Estado por conta de verbas que o Isev não estaria recebendo.

- Quando o atual governador (Eduardo Leite, do PSDB) assumiu, ele suspendeu todos os pagamentos superiores a R$ 100 mil. Eu já solicitei ajuda à Secretaria de Saúde para que possamos cumprir com nossas obrigações - diz a vice-presidente do Isev.

Quanto à suspeita de funcionários de que o Isev tenha sido vendido para outra empresa ou mudado de nome, Lucia disse não saber nada a respeito.


fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190