coronavírus

Prefeituras de Agudo e Lavras do Sul permitem abertura do comércio com restrições

Pelo menos outras três cidades já reabriram o comércio na região

18.398
Foto: Foto: divulgação

Foto: divulgação

*Matéria atualizada às 14h15min de 31 de março de 2020

As prefeituras de Agudo e de Lavras do Sul flexibilizaram suas regras em relação à abertura do comércio da região. O prefeito de Agudo  Valério Vili Trebien emitiu um novo decreto, na manhã desta terça-feira, que permite a abertura do comércio no município a partir de 1º de abril. Todos os estabelecimentos poderão abrir, mas deverão ter cuidados de prevenção ao coronavírus. O decreto completo pode ser acessado aqui. Na tarde desta terça-feira, o prefeito de Lavras do Sul, Sávio Johnston Prestes, deve publicar um novo decreto dando liberdade ao setor de produtos e serviços não essenciais a abrir as portas. 

Estudantes da região contam como é a rotina de isolamento na Argentina

Em 20 de março, o prefeito Valério decretou estado de calamidade pública no município, o que restringiu o funcionamento do setor. Três dias depois, um novo decreto permitiu apenas a abertura dos serviços essenciais. Antes disso, em 17 de março, aulas, eventos culturais e outras atividades que envolviam reunião de pessoas foram suspensas na cidade.

O novo decreto revoga os documentos anteriores. A partir de quarta, os estabelecimentos comerciais poderão funcionar 6h às 21h. Contudo, lojas devem priorizar o sistema de entrega em domicílio de seus produtos e evitar a aglomeração de pessoas nos seus espaços de circulação e dependências. A lotação não poderá exceder a 30% da capacidade máxima prevista no alvará de funcionamento ou Plano de Prevenção Contra Incêndio (PPCI).

Como o comércio pode funcionar durante a quarentena em Santa Maria

As escolas municipais permanecem sem aulas até o dia 20 de abril. Durante esse período, o transporte escolar também segue suspenso.

O decreto também determina medidas de higiene para estabelecimentos como disponibilizar álcool em gel 70% e toalhas de papel descartáveis.

Agudo não tem casos confirmados de coronavírus até o momento.

De acordo com o prefeito de Lavras do Sul, o decreto  na cidade vai delimitar que as lojas de calçados, vestuários, entre outros mantenham apenas três clientes por vez em seus interiores. A nova normativa também permite que os clientes possam entrar em restaurantes e bares, o que até então não era permitido. Todos os ambientes também devem seguir medidas de higienização, sistema de demarcação de filas, janelas abertas e outras medidas para evitar o contágio pelo covid-19.

- Nossas regras sanitárias e de distanciamento social serão rígidas e fiscalizadas. Nossa preocupação é muito grande, principalmente pela proximidade com Bagé, segunda cidade com mais casos do novo coronavírus no Estado - relatou Sávio.

Caminhoneiros serão os próximos a ter prioridade na vacinação contra gripe

SITUAÇÃO DO COMÉRCIO NA REGIÃO CENTRAL

  • Agudo - Comércio aberto a partir de 1º de abril, mas com restrições
  • Cacequi - Comércio fechado. Conforme o secretário de Saúde, Leomar Maurer, a prefeitura monitora avanço das infecções até o fim de semana para tomar alguma decisão a partir do dia 6 de abril
  • Caçapava do Sul - Comércio segue fechado, pelo menos, até sábado, quando situação será reavaliada. No momento, além de serviços de alimentação, saúde e postos de combustíveis, oficinas mecânicas podem prestar atendimentos de urgência, assim como loja de materiais de construção
  • Cruz Alta - Comércio fechado. Tendência é que o setor seja reaberto, com restrições, a partir do dia 6 de abril. No momento, além de serviços de alimentação, saúde e postos de combustíveis, também funcionam lojas que fornecem implementos agrícolas
  • Dilermando de Aguiar - Comércio aberto de segunda a sábado, das 8h às 18h, com restrições para evitar aglomerações. Limitações no funcionamento devem seguir, pelo menos, até 6 de abril
  • Faxinal do Soturno - Comércio fechado. Situação é reavaliada diariamente. No momento, além de serviços de alimentação, saúde e postos de combustíveis, funcionam estabelecimentos como agropecuárias, unidades de recebimentos de grãos e oficinas mecânicas
  • Formigueiro - Comércio segue fechado até, pelo menos, 5 de abril. No momento, além de serviços de alimentação, saúde e postos de combustíveis, funcionam agropecuárias
  • Itaara - Seguem fechados estabelecimentos como indústrias e ferragens.
  • Ivorá - Comércio fechado. Além de serviços de alimentação, saúde e postos de combustíveis, comércio funciona em regime de plantão, com atendimentos individuais em estabelecimentos agropecuárias. Prefeito, Ademar Valentim Binotto, aguarda orientação de decretos estadual e federal para alterar as restrições
  • Jari - Comércio fechado. Além de serviços de alimentação, saúde e postos de combustíveis, funcionam estabelecimentos de recebimentos de grão e agropecuárias
  • Jaguari - Comércio fechado. Tendência é que o o setor seja reaberto, com restrições, a partir de segunda-feira, 6 de abril. Prefeito, Beto Turchiello, aguarda orientação do Ministério da Saúde. Unidades que atuam no recebimento da safra estão em funcionamento
  • Júlio de Castilhos - Comércio fechado. Além de serviços de alimentação, saúde e postos de combustíveis, alguns estabelecimentos funcionam com atendimento via telefone, para demandas individuais e esporádicas. Lojas do setor agropecuário e da construção civil estão em funcionamento, com restrição para evitar aglomerações
  • Lavras do Sul - Comércio fechado. Prefeito, Sávio Prestes, estudava a reabertura gradual do comércio ainda para esta semana. Porém, um novo decreto ainda não foi assinado
  • Mata - Comércio fechado. Além de serviços de alimentação, saúde e postos de combustíveis, oficinas e estabelecimentos que comercializam produtos relacionados à colheita estavam funcionando, com restrições
  • Nova Esperança do Sul - Depois de ficar a semana passada toda com comércio e demais setores fechados, a cidade de 5,5 mil voltou a abrir totalmente as lojas e indústrias nesta segunda-feira porque ainda não tem nenhum caso suspeito de Covid-19. Grande maioria das lojas abriu, mas com cuidados redobrados de higiene e medidas para reduzir aglomeração. A maior empregadora, a fábrica de couros Gobba, voltou com 210 trabalhadores (cerca de 25% do quadro de 860 funcionários), segundo a prefeitura
  • Nova Palma - Comércio segue fechado até, pelo menos, 7 de abril
  • Pinhal Grande - Comércio fechado. Além de serviços de alimentação, saúde e postos de combustíveis, indústrias podem funcionar com até 50% do efetivo de funcionários em operação
  • Quevedos - Comércio fechado. Situação é reavaliada diariamente
  • Restinga Sêca - Comércio fechado. Porém, o prefeito, Paulo Ricardo Salerno, tem a intenção de flexibilizar as regras, a fim de proporcionar uma reabertura gradual, com restrições
  • Santiago - Comércio fechado. Situação é analisada de forma permanente pela prefeitura
  • São Gabriel - Comércio foi reaberto, com restrições como distanciamento social, medidas de higienização e funcionamento com até 30% da capacidade prevista no plano de Prevenção e Proteção contra Incêndios (PPCI)
  • São Francisco de Assis - Comércio fechado. Na próxima segunda-feira, dia 6, uma reunião vai definir sobre o funcionamento dos demais estabelecimentos, com algumas restrições, como o limite do número de clientes
  • São João do Polêsine - Comércio fechado. Prefeitura analisa a possibilidade de permitir a reabertura a partir de 2 de abril
  • São Martinho da Serra - Comércio fechado. Novo decreto, que permitirá a abertura do setor, com restrições, deve ser editado nos próximos dias
  • São Sepé - Comércio segue fechado. Prefeitura aguarda orientações técnicas do Ministério da Saúde para promover a reabertura do setor
  • Toropi - Comércio atende em regime de plantão, com portas fechadas
  • Vila Nova do Sul - Comércio fechado até, pelo menos, esta quarta-feira, quando a situação deverá ser reavaliada

*Colaborou Leonardo Catto


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190