Mutirão contra a dengue percorre seis bairros de Santa Maria em primeiro dia

Fotos: Beto Albert (Diário)

Um mutirão contra a dengue iniciou nesta terça-feira (12) em Santa Maria. No primeiro dia, seis bairros foram contemplados. A iniciativa segue até o dia 22 no município.

+ Receba as principais notícias de Santa Maria e região no seu WhatsApp

Visitas domiciliares

Por volta das 8h30min, as equipes se reuniram no pátio da 6ª Brigada de Infantaria Blindada, no Bairro Centro. Foram montadas cinco equipes compostas por agentes de Saúde Pública e Vigilância Ambiental e militares. Em entrevista ao Diário, o superintendente da Vigilância em Saúde, Alexandre Streb, destacou a importância da parceria iniciada em maio de 2023. Na época, 60 militares participaram da iniciativa.

 – Antes que a situação se agrave, estamos utilizando todas as alternativas possíveis. Já trabalhamos com o Exército no ano passado. Hoje, estamos trabalhando previamente em cima de um índice de infestação do mosquito e os bairros vão sendo determinados diariamente, conforme as notificações de casos positivos. Então, esses casos que vão entrando através da Vigilância são notificados pelos serviços de saúde também são os determinantes dos locais onde vamos estar agindo. Mas a nossa intenção é agir em toda a cidade de forma preventiva – argumenta.  

O objetivo do mutirão é eliminar possíveis focos do mosquito em locais e recipientes com água parada, evitando a reprodução do mesmo. No caso de irregularidades, a equipe poderá realizar notificações e auto de infração. Segundo dados da prefeitura, 370 vistorias foram realizadas em residências nos bairros Urlândia, Passo D’Areia, Noal, Divina Providência e Tancredo Neves neste primeiro dia. 

Ao lado de um militar, a agente de Saúde Pública e Vigilância Ambiental, Carla Cunha, 57 anos, visitou casas no Bairro Urlândia. Atuando há 13 anos nesta função, ela aprova a parceria criada com o Exército Brasileiro:

– Se a população já é receptiva sem o Exército, com eles será mais ainda. Muitas vezes, é o filho que está servindo ao quartel e participando da ação. Tem também a questão braçal. Eu já sou uma senhora e existem certas situações em que precisamos usar força. Então, são as duas mãos a mais que eu precisava ter no dia-a-dia e contar com o meu colega me fortaleceu. Eu consegui fazer mais rápido a visitação.

Durante o mutirão, a dona de casa Marlene Lopes Chaves, 61, recebeu a equipe. Para ela, os moradores precisam participar do combate ao mosquito Aedes Aegypti.  

– Eu fiquei bem feliz que eles vieram aqui. As pessoas precisam cuidar bem dos vasos de plantas, porque tem bastante larvas aqui na redondeza – afirma.

Drone

Desde o início de fevereiro, a Vigilância em Saúde realiza ações de pulverização em Santa Maria. O serviço ocorreu após o investimento do Executivo na aquisição de uma máquina própria em novembro de 2023. A entrega técnica do equipamento ocorreu no início de dezembro daquele ano. Já o inseticida, que não apresenta riscos à saúde humana, chegou no final de janeiro de 2024. 

Até o momento, 679 quarteirões de bairros da Região Oeste foram contemplados pelo cronograma. Durante o mutirão, a prefeitura irá contar também com o auxílio da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), por meio do Colégio Politécnico. Em entrevista ao Diário, o agrônomo e professor do Colégio Politécnico, Luiz Felipe Diaz de Carvalho, explicou qual é o papel do drone nesta iniciativa:

– Esse modelo é chinês e foi importado para o projeto Advanced Farm 360 do Colégio Politécnico da UFSM. Ali, utilizamos ele para a formação tecnológica, mestrado e ações de extensão que temos com a comunidade. Esse é o caso de hoje em que vamos combater o mosquito da dengue nas áreas inacessíveis, onde é difícil o canhão e a pulverização costal entrar. O drone vai sobrevoar as casas, antenas, fios e copas de arvore. Ele tem a versatilidade de decolar e pulsar verticalmente, não sendo necessário pista. E isso facilita na hora de largar esse produto para atacar a larva e o mosquito.

No primeiro dia de mutirão, a equipe trabalhou no Bairro Pé-de-Plátano, na região leste de Santa Maria. Conforme Carvalho, o tempo do serviço depende da bateria do equipamento, que geralmente dura 10 minutos. 

– Nesses 10 minutos, temos condições de pulverizar um quarteirão inteiro. O drone volta, é trocada a bateria e damos continuidade as aplicações aéreas, assim como fazemos no campo. Recebemos quatro quadras para cobrir pela Vigilância em Saúde e elas foram feitas em um espaço de 30 a 40 minutos. A partir disso, iremos elegendo junto a Secretaria quais são as ações pontuais que eles precisam nestas áreas bem inacessíveis e que conseguimos sobrevoar – afirma Carvalho.

Cenário

Conforme o painel estadual de casos de dengue, Santa Maria já emitiu 345 notificações da doença. Deste quantitativo, 99 casos foram confirmados e 113 seguem em investigação. A maior incidência da doença na cidade está entre as pessoas de 20 a 29 anos.

Em 2023, Santa Maria registrou um surto generalizado de dengue, com mais de 8,4 mil casos e cinco óbitos. Antes disso, o município nunca havia contabilizado mais de 250 casos confirmados.

Dengue em Santa Maria

  • Nº de notificações – 345
  • Casos confirmados – 99
  • Em investigação – 113
  • Casos inconclusivos – 1
  • Descartados – 132
  • Óbitos – 0

Dados atualizados em 12 de março de 2024

Fonte: Painel Estadual de Casos de dengue


Fique atento aos sintomas

  • Febre alta (39°C a 40°C), com duração de dois a sete dias
  • Dor retro orbital (atrás dos olhos)
  • Dor de cabeça
  • Dor no corpo
  • Dor nas articulações
  • Mal-estar geral
  • Náusea
  • Vômito
  • Diarreia
  • Manchas vermelhas na pele, com ou sem coceira

Carregando matéria

Conteúdo exclusivo!

Somente assinantes podem visualizar este conteúdo

clique aqui para verificar os planos disponíveis

Já sou assinante

clique aqui para efetuar o login

Governo do Estado decreta situação de emergência devido à dengue Anterior

Governo do Estado decreta situação de emergência devido à dengue

Com o apoio da UFSM e do Exército, força-tarefa de combate à dengue inicia nesta terça-feira em Santa Maria Próximo

Com o apoio da UFSM e do Exército, força-tarefa de combate à dengue inicia nesta terça-feira em Santa Maria

Saúde