Mudança de regras

'Vamos seguir o decreto estadual e liberar a educação a partir de segunda', diz Pozzobom

Jorge Pozzobom afirmou que, a menos que haja nova decisão judicial, aulas de educação infantil e 1º e 2º anos vão retomar presencialmente

18.306

Diante do novo decreto do governo do Estado liberando o retorno das aulas presenciais para crianças da Educação Infantil e para 1º e 2º anos do Ensino Fundamental a partir de segunda-feira, o prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) afirmou ao Diário, na tarde desta sexta, que vai seguir o decreto estadual na íntegra. A nova regra estadual prevê a possibilidade de volta às aulas nas escolas, mas as prefeituras têm autonomia para decidir o contrário. Em Santa Maria, segundo Pozzobom, será dada a permissão para que as crianças voltem a frequentar os colégios que já tenham planos aprovados junto ao município, desde que cumpram também todas as medidas de distanciamento previstas pelo governo do Estado _ não será preciso apresentar novos planos. Na prática, na segunda-feira deve haver a volta às aulas em escolas particulares. Já a rede municipal não vai retornar as atividades presenciais agora. Os colégios estaduais também terão reuniões para decidir o que será feito.

Drive-thru da 2ª dose para profissionais liberais será no estacionamento da Havan

- Eu estava com a dúvida se o decreto já estava valendo, mas falei com o procurador geral do Estado, que me afirmou que a liberação das aulas presenciais é automática e não depende de aval do Tribunal de Justiça. Por isso, vamos seguir o decreto estadual e liberar a educação a partir de segunda. O Comitê Técnico do Estado entendeu que era possível liberar os restaurantes à noite nos finais de semana e as escolas presenciais porque os números de casos e mortes no Estado estão caindo, e aqui em Santa Maria também. A aula presencial é muito importante para essas crianças pequenas, que estão ne educação infantil e nos anos iniciais - afirmou Pozzobom, na tarde desta sexta, citando que há o risco de algum recurso ser pedido na Justiça e a decisão do Estado ser suspensa de última hora, como ocorreu há pouco tempo atrás.

Questionado sobre o temor de professores e funcionários, já que não estão vacinados ainda, o prefeito afirmou que está lutando para conseguir aplicar a vacina na categoria.

- Quero a vacina para os professores imediatamente. Estamos aguardando a decisão do Supremo Tribunal Federal sobre isso, para podermos vacinar os professores o quanto antes. A mãe de um aluno veio me perguntar: por que pode quatro pessoas irem tomar cerveja na mesa de um bar, sem máscara, mas não podem quatro crianças com máscara e distanciamento ficarem em uma sala de aula? - comentou Pozzobom.

Segundo ele, a partir dessa decisão do governo do Estado, a Secretaria Municipal de Educação vai avaliar quais escolas teriam condições de retomar as aulas presenciais e quando.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190