imunização

Vacina de Oxford tem média de eficácia de 70% contra Covid-19

Santa Maria é uma das cidades que recebem os testes da vacina

18.398
Foto: Foto: Assessoria de comunicação (Husm)


Foto: Assessoria de comunicação (Husm)
Voluntários participam de testes da vacina no Hospital Universitário

A AstraZeneca anunciou, nesta segunda-feira, que sua potencial vacina contra a Covid-19, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford, apresentou eficácia média de 70% na proteção contra o vírus, considerando testes de voluntários em estudos de fase 2 e 3 no Reino Unido e no Brasil. Santa Maria é uma das cidades que recebem o teste da vacina.

A farmacêutica destacou, porém, que as taxas variam dependendo a quantidade de doses que certos grupos receberam: entre os que foram vacinados com duas doses completas, a eficácia observada foi de 62%; enquanto, em outro grupo que recebeu uma dose inteira e outra fracionada, a eficácia sobe para 90%.

Calor exige cuidados redobrados contra proliferação do Aedes aegypti

"A eficácia e segurança desta vacina confirmam que será muito efetiva contra a covid-19 e que terá um impacto imediato nesta emergência de saúde pública", afirmou o CEO da AstraZeneca, Pascal Soriot, no comunicado.

Os ensaios clínicos da vacina também estão sendo conduzidos nos EUA, Japão, Rússia, África do Sul, Quênia e países da América Latina, com o objetivo de chegar a até 60 mil voluntários, segundo a AstraZeneca. Os resultados divulgados nesta segunda, porém, envolvem apenas os voluntários envolvidos nos testes no Reino Unido e no Brasil. 

Mais de 20 mil pessoas receberam doses nos testes até aqui. Em todo o grupo analisado, foram confirmados 30 casos do novo coronavírus em pessoas que receberam duas doses da vacina e 101 no grupo que recebeu o placebo.

SANTA MARIA
A cidade de Santa Maria está entre as que recebem testes da vacina da Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford e a empresa biofarmacêutica AstraZeneca. As aplicações em voluntários são feitas no Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) desde 28 de setembro. A meta é atingir mil voluntários na cidade. 

O voluntário, depois de selecionado, é monitorado por um ano e deve comparecer a pelo menos seis consultas. A primeira dura cerca de 3h. Neste dia, o participante assina o termo de consentimento, além de fazer uma entrevista clínica, coleta de sangue e verificar sinais vitais. Somente após essas etapas, o voluntário recebe a primeira dose. Depois da aplicação, há um período de observação de 15 minutos.

Caso o participante apresente sintomas respiratórios no período de um ano, ele será encaminhado para avaliação. Por isso, a quantidade de consultas pode variar. Se o voluntário apresentar febre, tosse seca, dificuldade respiratória, terá que retornar ao hospital para fazer o teste de Covid-19. A participação é gratuita e voluntária.  


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190