imunização

VÍDEO: Vacinação para segunda dose em atraso na UBS Wilson Paulo Noal teve movimento tranquilo

Até segunda-feira, mais de 11 mil pessoas estavam com o esquema vacinal incompleto na cidade

Foto: Marcelo Oliveira (Diário)

Nesta segunda-feira, a vacinação de segunda dose contra Covid-19 teve movimento tranquilo na Unidade Básica de Saúde Wilson Paulo Noal, no Bairro Camobi. Nesta ação, 500 doses da vacina de Oxford/Astrazeneca estavam disponíveis.

Segundo a coordenadora administrativa da UBS, Aline Maciel Severo, o grupo que mais procura a segunda dose atrasada são os adultos na faixa etária entre os 30 e 50 anos.

- Já faz alguns meses que nós trabalhamos com a segunda dose aqui na unidade e a procura está bem acima (do esperado), não temos tantas desistências - afirma Aline.

Viva o Natal 2021 voltará a ser presencial e já tem data marcada


Cerca de 20 pessoas já estavam no local antes do início da vacinação. Após meia hora do início da aplicação do imunizante, mais de 140 fichas foram distribuídas. Magda Favarin, funcionária de clínica veterinária, se sentiu aliviada após receber a segunda dose.

- A minha vacina estava marcada para quinta-feira da semana passada. Eu estava trabalhando e naquele dia soube que (a vacina) havia sido antecipada, mas só hoje consegui vir - conta Magda. 

Programa devolverá R$ 400 por ano a famílias de baixa renda do Estado

A mesma sensação é compartilhada pela cozinheira Thani da Silva Prunzel, que recebeu a primeira dose em 29 de julho.

- Eu estava em atraso porque não consegui vir no dia, me perdi nas datas e nos acompanhamentos, mas agora estou aliviada com as duas doses em dia - fala Thani.

Já a engenheira agrônoma, Amanda Garcez, fez a primeira dose no dia 8 de julho e por conta de uma mudança de cidade e do novo trabalho, tomou a segunda dose apenas hoje.

VÍDEO: escolas da rede municipal retornam após recesso escolar

De acordo com o secretário da saúde, Guilherme Ribas, 11.852 pessoas estavam com a segunda dose em atraso nesta segunda-feira, antes de contabilizar as doses aplicadas em unidades de saúde. Com o objetivo de diminuir estes índices, cinco das dez ações de imunização contra Covid-19 nesta semana são destinadas para os santa-marienses com o esquema vacinal incompleto. O quantitativo com mais retardatários é o imunizante da Pfizer, seguido pela Oxford/Astrazeneca, e, por último, CoronaVac.

Foto: Marcelo Oliveira (Diário)

388 MIL DOSES APLICADAS 

Nesta terça-feira, Santa Maria completa nove meses de vacinação contra a Covid-19. Em entrevista à Rádio CDN, o secretário da saúde, Guilherme Ribas, afirmou que cerca de 43 mil doses foram aplicadas por mês na cidade, se aproximando da casa dos 390 mil vacinas aplicadas entre primeiras, segundas e terceiras doses. De acordo com o vacinômetro, até a semana passada, 388.131 foram aplicadas. Destas, 215.810 foram para primeira dose, 160.203 de segunda dose e 6.860 de dose única.

Ribas ainda avaliou que o avanço da imunização na cidade pode ser observado na queda das taxas de ocupação de leitos clínicos e UTI, assim como, nos índices de óbitos. Em setembro, por exemplo, foram registradas duas mortes, o menor número desde maio de 2020.

UFSM abre vaga para professor substituto do Magistério Superior

- Completamos nove meses de campanha com muitos dados positivos e experiências exitosas para no ano de 2022 continuarmos firmes com essa empreitada da vacinação, dos cuidados, e com uma tranquilidade maior da população de Santa Maria.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190