aedes aegypti

VÍDEO: surto de dengue em Santa Maria está controlado, aponta Vigilância

Cidade já registrou 49 casos da doença em 2021

18.355


Foto: Gabriel Haesbaert (arquivo, Diário)
Combate aos criadouros do mosquito é um dos principais meios de controle de surto

O surto de dengue em Santa Maria está controlado. Em 2021, até agora, o município acumula 49 casos confirmados, bem abaixo do surto histórico do ano passado, que terminou com 233 casos - só em abril de 2020, foram 116 confirmações. Conforme o coordenador da Vigilância Ambiental, Denoide Samuel Mezeck, a frequência de novos casos tem caído e uma redução ainda maior é esperada durante o inverno.

O controle do surto foi facilitado pela característica da propagação do vírus. Desta vez, os casos ficaram concentrados em áreas do Bairro Rosário, mais central. Em 2020, o Bairro Nova Santa Marta, na Região Oeste, foi o campeão de casos, com 131.

RS fará repasses para municípios gaúchos que vacinarem mais rápido

- Conseguimos agir mais rapidamente, até pela constituição urbana da área. Os casos ficaram mais concentrados, mas em uma região com algumas obras. Os operários acabavam se contaminando e levando para outros bairros. São sete na Nova Santa Marta, que são de operários que trabalhavam nessas obras, por exemplo - explica Mezeck.

Tradicionalmente, o pico de casos de dengue ocorre entre março e maio. Em 2021, o mês com mais registros foi abril, com 29. Nesse período, conforme Mezeck, foram empregados, diariamente, 27 agentes no combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da doença. Cada agente consegue visitar de 25 a 30 residências por dia. A ajuda da população também foi fundamental para o controle do surto.

- Faz diferença quando a população compra nossa ideia e age a fim de evitar a propagação. Nos quarteirões em que a gente teve 100% da adesão dos moradores, nós conseguimos praticamente erradicar os casos na mesma semana - relata o coordenador.

Santa Maria pode concluir aplicação da primeira dose antes da meta estadual

O combate em Santa Maria segue o Plano Nacional de Controle da Dengue e se baseia em duas estratégias: o controle químico, por meio de produtos que combatem o inseto adulto, e o mecânico, que consiste na eliminação de criadouros, mais eficiente para o controle total da doença. Mesmo com surto controlado, o trabalho de vigilância segue com base em denúncias (pelo telefone 156), indicativos como a presença de mosquitos e pontos especiais, como borracharias, que recebem visitas periódicas pelo risco de acúmulo de água em pneus.

Dos 49 casos de dengue confirmados no município, apenas dois tiveram sintomas hemorrágicos, mas não evoluíram para casos graves.

Apesar do surto controlado, a vigilância reforça a necessidade dos cuidados de prevenção por parte da população. Santa Maria é considerada infestada pelo Aedes aegypti desde abril de 2013.


ZIKA E CHIKUNGUNYA

A zika e a chikungunya são transmitidas pelo mesmo mosquito da dengue. No ano passado, a cidade teve 28 casos de zika. Em 2021, são quatro confirmados, dois no Bairro Divina Providência e dois na Nova Santa Marta.

UFN está com quatro cursos de especialização na modalidade EAD

A zika é uma doença que pode ter consequências graves, como a microcefalia do feto, caso a gestante seja infectada. Nenhum dos casos confirmados até agora são de gestantes, mas há um caso em investigação. Já a chikungunya nunca foi registrada em Santa Maria. Há dois casos em investigação.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190