vacina para todos

VÍDEO: pesquisadores da UFSM ajudam em busca ativa para vacinação em Santa Maria

Falta de informação é um dos motivos pelo qual as pessoas deixam de se vacinar. Trabalho é para melhorar índices

18.357
Foto: Foto: Renan Mattos (Diário)
Erenita (a esquerda) foi vacinada nesta sexta, depois que foi informada pela agente de saúde Luciana (ao meio). A professora Liane (à direita) coordena um projeto de busca ativa para vacinação


Foto: Renan Mattos (Diário)
Erenita (a esquerda) foi vacinada nesta sexta, depois que foi informada pela agente de saúde Luciana (ao meio). A professora Liane (à direita) coordena um projeto de busca ativa para vacinação

Por que as pessoas não se vacinam? Cinco meses depois do início da vacinação, ainda tem gente que tem dúvidas, medo ou nem sabe que pode se imunizar. Um grupo de pesquisadores da UFSM desenvolveu um projeto de busca ativa, para tentar responder a essa questão e garantir acesso a informação sobre vacinação a toda a população, especialmente a que vive em áreas mais periféricas de Santa Maria. Para isso, o estudo conta com a ajuda dos profissionais de Estratégias de Saúde da Família (ESFs).


A professora Liane Righi, uma das envolvidas no estudo, explica que o objetivo principal é identificar quem não se vacinou, os motivos e como fazer com que todos se vacinem: 

_ Identificamos três grupos nessas regiões mais periféricas: aqueles que são vinculados a uma ESF, aqueles que não são vinculados para conseguem ter acesso a um posto de saúde e aqueles que não tem nenhuma assistência. Por enquanto, temos conseguido trabalhar com os dois primeiros grupos. Nosso desafio agora é pensar em uma estratégia para o terceiro grupo _ explica.


Foto: Renan Mattos (Diário)
Agente comunitário de Saúde Márcio Neves orienta os moradores da Vila Maringá

INSISTÊNCIA 
Entre os profissionais fundamentais nesta busca ativa estão os agentes comunitários de saúde. Na Vila Maringá, eles batem de casa em casa, mandam mensagem, colam cartazes e ligam para avisar as pessoas sobre a imunização. 

_ Eu falo para eles: tem medo? Vai com medo mesmo. Brinco bastante mesmo. Chego perguntando: vamos virar jacarezinho hoje? Todo mundo dá risada e é assim que consigo ir conquistando as pessoas. Cada pessoa que eu consigo levar para a vacinação é uma vitória _ revela a agente Luciane Braga, da ESF Maringá.

VÍDEO: em um mês do 3 As, região ainda não reduziu indicadores da Covid

Na tarde desta sexta-feira, Luciane identificou na fila da vacina, pelo menos, 11 pessoas que já poderiam ser vacinadas em ações anteriores, mas não foram por falta de informação ou até por medo da reação. Uma delas é dona de casa Eremita Ferreira, 53 anos, que possui comorbidades.

_ Na verdade eu não sabia que já poderia ter me vacinado. A Luciana que avisou a minha filha e insistiu para que viéssemos _ conta. 

As informações sobre as reações adversas da vacina estão entre as razões que fazem moradores ficarem com medo. 

_ Não podemos mentir para as pessoas que não tem chance de dar reação, porque acontece. Só que são reações como febre, enjoo, cansaço, em gravidade muito menor do que quando se contrai a Covid-19. Nosso papel é explicar isso _ conta a enfermeira Sharon da Silva Martins.


Foto: Renan Mattos (Diário)
Profissionais ligam para moradores para avisar sobre a vacinação. Na foto, a recepcionista Andreia Antunes

IDOSOS
O estudo já identificou que nem todos os idosos de Santa Maria foram vacinados e pensa estratégias para chegar até eles. A população idosa no censo de 2010 foi de 35.931 em Santa Maria de um total de 261.031 habitantes, representando 14%. A estimativa do IBGE para 2020 foi de 283.677 santa-marienses. Se a população idosa se mantivesse em 14%, o município teria 39.048 pessoas com mais de 60 anos. Só que, de acordo com a professora Rosângela da Costa Lima, a estimativa é de que o percentual de idosos tenha aumentando para 18% ou 20%. 

_ Atualmente, o vacinômetro da prefeitura registrou 42 mil idosos com a primeira dose. Dentro disso, nossa hipótese é de que nem todas as pessoas com mais 60 anos foram vacinadas na cidade. Queremos chegar nestas pessoas e garantir que se vacinem _ explica. 


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190