preocupação

VÍDEO: pela quarta semana, Estado mantém alerta sobre a pandemia para a região

Principal motivo que levou à manutenção do alerta é a alta nas hospitalizações

18.357


O governo do Estado manteve o alerta sobre o agravamento da pandemia para a região de Santa Maria. A decisão foi tomada durante reunião do Gabinete de Crise nesta quarta-feira. Foram mantidos os alertas para 14 regiões do Rio Grande do Sul, mas não foram emitidos novos alertas. É a quarta semana em que a Região Central está em alerta

Com isso, a região de Santa Maria recebe um novo relatório a respeito da situação da pandemia. O governo do Estado tem convocado prefeitos, associações regionais e integrantes dos comitês das regiões Covid que receberam alerta, uma vez que as ações adotadas até o momento não foram suficientes para frear a circulação do vírus, conforme entendimento do governo, havendo, inclusive, agravamento em alguns locais e que não estão apresentando melhora nos indicadores.


- Os números de internações e de óbitos ainda estão muito elevados. Não podemos nos descuidar. Alcançamos uma estabilidade muito alta, e isso, além de nos causar preocupação, obriga que os cuidados sejam redobrados - explica o diretor do Departamento de Auditoria do SUS da Secretaria da Saúde e coordenador adjunto do GT Saúde, Bruno Naundorf.

VÍDEO: trabalhadores do setor ferroviário são vacinados em Santa Maria

O Sistema 3As de Monitoramento tem como base a gestão compartilhada entre municípios e Estado. Nas reuniões que já ocorreram, o encaminhamento dado foi de reformulação dos planos de ação enviados.

MOTIVOS QUE DEIXAM A REGIÃO EM ALERTA
A região apresentou incidência de 371 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, representando um aumento de 16% frente à semana anterior. Essa incidência representa a 8ª maior do Estado entre as 21 regiões Covid-19 na última semana, sendo 23,6% superior à média estadual. Nesta quarta-feira, as UTIs do Sistema Único de Saúde (SUS) estão com ocupação de 100% em Santa Maria. Na rede privada, está em 86%. 

Já a taxa de mortalidade acumulada na semana é de 7,5 óbitos por 100 mil habitantes, representando um redução de -17,6% frente à semana anterior. Mesmo com a queda, esse índice de mortalidade recente representa o 8º maior do Estado entre as 21 regiões Covid-19 na última semana, sendo 21,4% superior à média estadual.

O terceiro fator que faz com que a região de Santa Maria permaneça em alerta é o percentual de vacinação. Na atualização enviado à Secretaria Estadual da Saúde (SES), 13,1% dos moradores da região já receberam duas doses da vacina, o que representa a 6ª menor proporção da população vacinada com 2ª dose no Estado entre as 21 regiões Covid-19. Na cidade de Santa Maria, conforme o vacinômetro da prefeitura, esse percentual seria de 15%.

REGIÕES COM ALERTA

  • Bagé
  • Cachoeira do Sul
  • Caxias do Sul
  • Cruz Alta
  • Erechim
  • Ijuí
  • Palmeira das Missões
  • Passo Fundo
  • Pelotas
  • Santa Cruz do Sul
  • Santa Maria
  • Santa Rosa
  • Santo Ângelo
  • Uruguaiana

O SISTEMA 3 As

  • Primeiro A = Aviso: a região não se enquadra em um caso mais grave mas precisa intensificar os cuidados para não evoluir para uma condição pior
  • 2 As = Aviso e Alerta: alerta é quando o número de hospitalizações e/ou média de casos ou mortes é preocupante e acima da média estadual. Neste caso, os municípios recebem um parecer de dados e números sobre a situação da região. Neste cenário, os prefeitos e região precisam agir
  • 3 As = Aviso, Alerta e Ação: ação significa que os decretos devem entrar em vigor em até 48h após o alerta para conter o avanço da Covid-19 na região. O Estado também pode aplicar regras mais rígidas se achar necessário


fale conosco

redação
[email protected]iariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190