pandemia

VÍDEO: 3,4 mil idosos de 64 anos ou mais garantem a 2ª dose atrasada da CoronaVac

Aplicação das doses atrasadas do grupo prioritário gerou filas de carros na Havan

18.409

Foto: Renan Mattos (Diário)

Finalmente chegou o dia da segunda dose para os idosos que aguardavam desde o final de abril. Após o atraso no envio das vacinas CoronaVac pelo Ministério da Saúde, a prefeitura realizou nesta quarta uma ação distribuída em 12 locais da cidade. No total,  3.439 doses foram aplicadas. Nos próximos dias, a prefeitura deve anunciar como os idosos de 64 anos ou mais que não compareceram na ação desta quarta poderão garantir a segunda dose. 

Para a ação desta quarta, foram usadas vacinas que foram armazenadas pela prefeitura e as doses da nova remessa que chegou na última terça em Porto Alegre.

 

UTIs do SUS seguem operando no limite em Santa Maria

ALÍVIO
O casal Antão, 71 anos, e Maria Cabral, 65 anos, foi junto para receber a vacina na Havan. Ele militar da reserva e ela dona de casa, se disseram aliviados com a chegada da segunda dose e conscientes de que apesar de vacinados, não devem se descuidar dos protocolos.

- É maravilhoso, porque a gente recebe uma ajuda importantíssima para a vida. Quem ainda não tomou a vacina deveria comparecer e tomar, pois é um ponto de referência positiva - comenta Antão.

Maria afirma que ao tomar a segunda dose, se sente mais tranquila:
- Eu estava muito preocupada por causa da demora da vacina, mas agora me sinto mais protegida. Continuando os cuidados, usando máscara e álcool gel, mas sentindo um pouco mais segura.

Mais de 16,6 mil pessoas já foram vacinadas contra a gripe em Santa Maria

A professora Magda Viana, 64 anos, não conteve a alegria ao ver a reportagem do Diário. A máscara escondia o sorriso, mas o brilho nos olhos era evidente. Um sentimento de que a segurança contra o coronavírus e suas complicações estava garantida.
- Aconselho que as pessoas tomem a vacina. Eu não quero ficar doente. Estava preocupada com o tempo que passou da primeira dose e, agora, estou mais tranquila - afirmou.

Animadíssima, como não poderia deixar de ser, Zaura Pereira de Siqueira, 64 anos, que interpreta a Palhaça Zazá há mais de 30 anos, foi fazer a vacina contente pela segurança e pela possibilidade de poder trabalhar com palhaçaria novamente:
- Quero, para mim e para todas as pessoas, muita saúde e paz. Que logo logo a gente se veja livre dessa pandemia e que a gente volte a trabalhar, porque me faz falta levar alegria para as crianças e adultos.

ATRASO
O secretário de Saúde, Guilherme Ribas, acompanhou a vacinação na loja Havan, na Av. Hélvio Basso, e ressaltou a importância da aplicação da segunda dose, mesmo que com mais de 10 dias de atraso.

- Tivemos esse atraso no envio, o que atrapalhou o planejamento. Fizemos essas três etapas, 67 anos, depois 66, e agora estamos contemplando pessoas de 64 ou mais. É preciso deixar claro que não realizamos as ações porque as remessas não foram cumpridas dentro do prazo. Pela nota técnica do Ministério da Saúde, não vai prejudicar esse ciclo vacinal. Então, as pessoas vão tomar a segunda dose e dar continuidade às suas vidas imunizadas - afirmou Ribas.

VÍDEO: amigos e vizinhos fazem mutirão para ajudar família a reconstruir casa

Até sábado, a prefeitura realiza mais quatro ações de vacinação em Santa Maria. Na quinta-feira pela manhã vão receber a proteção pessoas de 30 a 59 anos com comorbidades. Durante a tarde, pessoas com síndrome de Down, de 18 a 59 anos, e portadores de deficiência permanente e cadastradas no BPC de 30 a 59 anos. Na sexta é a vez das pessoas com comorbidades, de 30 a 59 anos, vinculadas às UBSs. E no sábado, a manhã será para vacinar pessoas de 18 a 59 anos com comorbidades. Mais detalhes na lista abaixo.

QUINTA-FEIRA
20 de maio, das 8h ao meio-dia

Público - Pessoas de 30 a 59 anos com as seguintes comorbidades:

  • Pneumopatias crônicas graves (doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave)
  • Doença renal crônica (estágio grau 3, taxa de infiltração glomerular menor que 60ml/min e/ou síndrome nefrótica)
  • Hipertensão arterial resistente
  • Doença cardiovascular
  • Doença cerebrovascular

Comprovações

  • Declaração de morbidade disponível no site da prefeitura (1 cópia preenchida e assinada)
  • Documento comprobatório de até 3 anos (exame, atestado, receita de medicação) - original e 1 cópia
  • Documento com foto e CPF

Locais

  • Clube Dores (para pedestres) - 1.000 doses
  • Loja Havan (para pessoas em veículos) - 1.000 doses
  • UFSM, em Camobi (para pessoas em veículos) - 1.000 doses

QUINTA-FEIRA
20 de maio, das 14h às 16h

Público

  • Pessoas com síndrome de down de 18 a 59 anos
  • Pessoas com deficiência permanente e cadastradas no BPC de 30 a 59 anos
  • Idosos - 1ª dose

Locais

  • Apae (Rua Cel. Benjamin D'ávila, 400, Bairro Juscelino Kubitseck)
  • Escola Antônio Francisco Lisboa (Rua Pinto Bandeira, Bairro Nossa Senhora das Dores)
  • Associação Colibri (Rua Ernesto Becker, 478, Bairro Passo D'Areia)

Comprovações:

  • Documento com foto e CPF
  • Documento que comprove a condição e o benefício (no caso de deficiência permanente e BPC)

SEXTA-FEIRA
21 de maio, das 13h30min às 15h30min

Públicos 

  • Pessoas com comorbidades de 30 a 59 anos vinculadas às UBSs
  • Idosos que ainda não fizeram a 1ª dose

Locais

Comprovações:

  • Declaração de morbidade disponível no site da prefeitura - 1 cópia preenchida e assinada (no caso de comorbidade)
  • Documento comprobatório de até 3 anos (exame, atestado, receita de medicação) - original e 1 cópia (no caso de comorbidade)
  • Documento com foto e CPF

SÁBADO
22 de maio, das 8h ao meio-dia

Público - Pessoas de 18 a 59 anos com comorbidades:

  • Obesidade mórbida (IMC igual ou maior que 40)
  • Diabetes
  • Cirrose hepática
  • Anemia falciforme
  • Imunossupressão (transplantados de órgão sólido ou de medula óssea, pessoas vivendo com HIV/Aids, doenças reumáticas, demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias, pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses, neoplasias hematológicas)
  • Pneumopatias crônicas graves (doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave)
  • Doença renal crônica (estágio grau 3, taxa de infiltração glomerular menor que 60ml/min e/ou síndrome nefrótica)
  • Hipertensão arterial resistente
  • Doença cardiovascular
  • Doença cerebrovascular

Locais

  • Clube Dores (para pedestres) - 1.000 doses
  • Loja Havan (para pessoas em veículos) - 1.000 doses
  • UFSM, em Camobi (para pessoas em veículos) - 1.000 doses

Comprovações

  • Declaração de morbidade disponível no site da prefeitura (1 cópia preenchida e assinada)
  • Documento comprobatório de até 3 anos (exame, atestado, receita de medicação) - original e 1 cópia
  • Documento com foto e CPF

TIRA-DÚVIDAS

  • Horário - Das 8h às 12h e das 13h30 às 17h
  • Telefones - (55)3025-9724, 3025-9727, 3025-9750, 3025-9733, 3025-744 e 3025-9732
  • WhatsApp - (55)99941-7717 e 99608-9860
  • Atendimento online - site


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190