análise

Seringas podem ser testadas para confirmar quantidade de doses por frasco de vacina

Teste confirmou que nem todas ampolas rendem 10 doses. Motivo pode ser falhas nas seringas ou nos envases

Foto: Renan Mattos (Diário) 

Em reunião na tarde desta quinta-feira, o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems) recebeu o resultado de um teste feito pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) que confirmou que nem todos os frascos de vacina da CoronaVac rendem 10 doses como deveriam. Santa Maria foi um dos municípios que alertaram para a situação e registrou prejuízo de 10% a 15% do que já recebeu, estimando em mais de 3 mil doses a menos. 

Clínica fará drive-thru solidário para vacinação da gripe

Diante disso, a Secretaria Estadual de Saúde fez um teste para verificar a quantidade disponível nos frascos das vacinas que são distribuídas pelo Instituto Butantan, que confirmou que, de alguns lotes, não é possível extrair 10 doses. A origem do problema ainda é investigada e pode estar no envase das doses ou nas seringas usadas para a aplicação. 

Durante reunião da CIB nesta quinta-feira (15), o COSEMS/RS recebeu o resultado do teste que a Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul realizou para verificar a quantidade de doses disponíveis nos frascos das vacinas recebidas pelo Instituto Butantan. 

- O Ministério da Saúde foi notificado e, por meio da Anvisa, deverá dar um retorno sobre a situação nos próximos dias - explica o presidente do Conselho, Maicon Lemos.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]om.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190