capacidade hospitalar

Região tem menor taxa de ocupação dos leitos de UTI dos últimos 11 dias

Nesta quinta-feira, dos 119 leitos disponíveis, 72 estavam ocupados

18.297

A taxa de ocupação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) na Região de Santa Maria está em 60,5% nesta quinta-feira. Desde 12 de julho, essa é a menor taxa de ocupação das UTIs da região registrada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). 

Com mais uma morte, Santa Maria chega a 24 óbitos por Covid-19

Ao total, são 119 leitos de UTI (58 deles são via Sistema Único de Saúde e os outros 61 privados) em três cidades (Santa Maria, Faxinal do Soturno e Santiago) disponíveis para atendimento de 32 municípios da região. Hoje, 72 estavam ocupados. 

Do total de pacientes, 15 deles são pessoas diagnosticadas com a Covid-19 e outras cinco com a suspeita ou outra Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). A maioria deles (52) são portadores de outras doenças. 

O hospital com mais leitos de UTI ocupados nesta quinta é o de Santiago - dos 10, oito estavam com pacientes internados. Entretanto, também é a menor taxa de ocupação desde o dia 17 de julho, quando a instituição estava com nove dos 10 leitos ocupados.

Já o Hospital São Roque, em Faxinal do Soturno, tinha nesta quinta sete dos 10 leitos de UTI ocupados. Na última quarta, a instituição chegou aos 90% de ocupação - o maior número dos últimos 15 dias. 

EM SANTA MARIA
Na cidade de Santa Maria, a taxa de ocupação de UTIs ainda era menor do que a média da região nesta quinta, com 57,6% - dos 99 leitos, 57 estavam ocupados. Essa também é a menor ocupação desde o dia 12 de julho. 

Projeto de lei pretende multar em até R$ 1,7 mil quem não usar máscaras em Santa Maria

Conforme os dados, do total de pacientes, 15 deles são pessoas com o diagnóstico positivo para a Covid-19. Outros quatro tem a suspeita ou outra SRAG. A maioria (38) estão internados por conta de outras doenças. 

A instituição com o maior número de pacientes internados nas UTIs segue sendo o Hospital Universitário de Santa Maria (Husm), com 79,3%. Entretanto, desde o dia 16 de julho, o número de hoje ainda é o menor. 

Já no Hospital de Caridade Doutor Astrogildo de Azevedo, o alerta é para a ocupação dos leitos Covid-19 (intensivos e semi-intensivos) que atingiu hoje o maior número dos últimos 15 dias. Dos 65 leitos disponíveis, 40 estavam ocupados. 

BANDEIRAS
A taxa de ocupação dos leitos de UTI é um dos indicadores utilizados pelo governo do Estado no cálculo das bandeiras do modelo de Distanciamento Controlado. Os dados são consolidados até o final desta quinta-feira e são divulgados nesta sexta-feira em um mapa preliminar. 

VÍDEO: governo propõe que municípios possam adotar protocolos próprios de bandeiras

As regiões classificadas com a bandeira vermelha, que indica o risco alto de transmissão do coronavírus, têm prazo de 36 horas para que os prefeitos possam entrar com recursos alegando possíveis erros que possam reverter a classificação. Na segunda-feira pela tarde, o mapa em definitivo é divulgado e as regras aplicadas na bandeira vermelha começam a valer às 0h da terça-feira. Já aquelas regiões que ficaram na bandeira amarela ou laranja (risco baixo e médio, respectivamente), já podem aderir as regras a partir do sábado. 

No último mapa divulgado nesta semana, oito das 20 regiões do Estado estão na vermelha. A região de Santa Maria, apesar de ter sido classificada preliminarmente na bandeira vermelha, conseguiu se manter na laranja após recurso.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190