vacina

Profissionais participarão de capacitação sobre o uso e armazenamento da Pfizer

Secretaria Estadual da Saúde vai enviar 100 mil doses para cidades do interior

18.405

Foi anunciado, na noite de terça-feira, pela secretaria de Saúde do Estado o início do planejamento do envio de 100 mil doses da vacina fabricada pela Pfizer, que devem ser mantidas a temperaturas muito baixas, para cidades do interior. O lote de 39.780 doses da Pfizer que chegou na noite de terça, somado à remessa de 69.030 em estoque na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi), deve ser enviado, nas próximas semanas.

Segundo a secretária de Saúde, Arita Bergmann, as doses da Pfizer serão utilizadas para imunizar pessoas com deficiência, comorbidades na faixa etária de 38 e 39 anos e gestantes e puérperas.

- Começamos a planejar a distribuição da Pfizer para todos os municípios gaúchos, e isso envolve logística diferenciada e treinamento aos vacinadores - explica.

Anvisa conclui que não há erro no envase e quantidade de doses em frascos da CoronaVac

A secretaria de Saúde de Santa Maria informou que até o fim desta semana, profissionais da saúde do município participarão de capacitação sobre o uso e armazenamento desta vacina.

"Após esse treinamento, a secretaria estará apta a fornecer mais detalhes, uma vez que, neste momento, não há previsão de envio dessas doses para Santa Maria nem para qual grupo serão destinadas" informou a assessoria de comunicação da prefeitura por e-mail. O Diário tentou contato diretamente com o secretário de Saúde, Guilherme Ribas, mas ele estava prestes a iniciar sua fala na reunião sobre o trabalho da secretaria da Saúde na Câmara de Vereadores e não conseguiu responder os questionamentos.

ARMAZENAMENTO
A instrução do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) é que nas unidades de saúde que irão utilizar a Pfizer, as doses devem ser armazenadas em temperaturas entre 2°C e 8°C por, no máximo, cinco dias, período em que as vacinas precisam ser aplicadas. Nessa temperatura, não há necessidade de ultrafreezer para conservar as doses. Se houver necessidade de conservação em ultrafreezer, universidades do interior já foram contatadas e irão emprestar os equipamentos, a exemplo do que já fazem a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) em Porto Alegre. Quando forem levadas às geladeiras comuns ou refrigeradores, as vacinas da Pfizer não podem ser congeladas novamente. Para a aplicação, cada frasco com seis doses deverá ser diluído com soro fisiológico injetável, e pode permanecer à temperatura ambiente por até oito horas (duas antes da diluição e seis depois).


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190