em elevação

Preço do álcool gel em Santa Maria pode aumentar mais de 1000%

Procon está fiscalizando estabelecimentos para verificar possíveis abusos

18.379


Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

Com o aumento dos casos de coronavírus no país durante os últimos dias, a procura por itens de higiene, sobretudo o álcool gel, tem aumentado consideravelmente. No entanto, não é só a procura que está elevada: o preço do produto no fornecedor aumentou em mais de 1000%.

De acordo com a coordenadora do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) em Santa Maria, Marcia da Rocha, um exemplo de aumento de preço é que 50 unidades com kits de máscaras, que antes custavam R$ 20, agora estão sendo vendidas a R$ 210 para farmácias e supermercados.

Para chegar a esses números, o Procon realizou pesquisas por amostragem em 16 estabelecimentos (12 farmácias e quatro supermercados) de Santa Maria e comparou os preços da última semana de fevereiro com a atual semana. Em 20 de fevereiro, o preço mais caro do álcool gel nas farmácias era de R$ 17,90 na unidade de 500ml. 

Saiba quais serviços sofreram alterações por conta do coronavírus

Com a elevação no preço do fornecedor, o produto pode chegar a ser vendido por quase R$ 6 aos consumidores (cerca de R$ 300 a cada 50 unidades). No entanto, o índice de lucro dos estabelecimentos segue normal, guardadas as proporções, segundo Marcia. 

- No momento, em tese, a indústria é que está aumentando, de forma abusiva, o preço para quem revende. Estamos buscando os documentos para que isso possa ser comprovado - explica a coordenadora.

Mesmo assim, o Procon segue atento para possíveis fraudes. Equipes de fiscalização estão exigindo que os estabelecimentos comprovem o preço dos produtos com notas fiscais de compra. Caso haja lotes antigos sendo vendidos pelos preços atuais, os locais serão autuados por "crime de relação de consumo".

ESTOQUES
Após os primeiros anúncios de medidas de prevenção e suspensão de atividades, produtos como o álcool gel começaram a faltar nas prateleiras dos supermercados e farmácias. Porém, o Procon validado a iniciativa dos estabelecimentos de restringir a venda de produtos por pessoa.

- Quem estocar produtos vai prejudicar o abastecimento de outras pessoas. Por isso, pode sim haver limitação. Inclusive, é uma recomendação nossa - salienta.

Em São Gabriel, um supermercado passou a vender, desde esta terça-feira, álcool gel a preço de custo. No entanto, a quantidade por consumidor também será limitada.

Junto do Procon, a Defensoria Pública do Estado estará alerta par receber as denúncias e tomar as providências cabíveis.

_ A Defensoria Pública esclarece à população que apoia o movimento de fiscalização de práticas abusivas pelo Procon neste momento de pandemia, no intuito de evitar o aumento de preços insustentável e desarrazoado por parte de alguns estabelecimentos comerciais que se aproveitam de uma situação calamitosa. a prática vai de encontro ao exemplo de outros países, que contam com decretos de congelamento de preços, e de cidades vizinhas, que estão realizando vendas de produtos a preço de custo - esclarece a defensora pública Ana Carina Teixeira Dal Ponte.

INFORME-SE
Uma boa alternativa para o consumidor verificar a origem dos produtos que compra, além de buscar valores mais acessíveis, é o aplicativo para smartphone "Menor Preço Nota Gaúcha", disponível nas lojas virtuais. Com ele, é possível identificar a nota fiscal de todos os produtos adquiridos e encontrar os locais onde são vendidos pelo preço mais baixo.

Além disso, dúvidas e/ou reclamações podem ser feitas no fone (55) 3217-1286 ou pelo e-mail [email protected].


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190