distanciamento controlado

Próximo do esgotamento de leitos, Santa Maria segue na bandeira vermelha pela sétima semana

Na última atualização do Estado, 11 regiões foram classificadas em bandeira preta, de risco altíssimo para a transmissão do vírus

18.398


A região de Santa Maria recebeu, pela sétima semana consecutiva, a classificação preliminar de bandeira vermelha no modelo de Distanciamento Controlado do Estado, que significa risco alto para contágio pelo coronavírus. O mapa preliminar foi divulgado nesta sexta-feira pelo governo. Essa é a 42ª semana em que o sistema de classificação em bandeiras está em vigor.

Devido ao agravamento da pandemia no Estado, a bandeira começa a valer neste sábado. Geralmente, as novas bandeiras começavam a entrar em vigor apenas na terça-feira, após a análise de pedidos de reconsideração. Na segunda-feira, a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) vai se reunir para decidir se poderá haver cogestão ou se ela será suspensa. 

469 idosos receberam a primeira dose da vacina a partir de 85 anos nesta sexta

Nesta semana, 11 regiões foram classificadas em bandeira preta, de risco altíssimo para a transmissão do vírus. São elas: Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Erechim, Lajeado, Novo Hamburgo, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul e Taquara. As outras 10 regiões estão em bandeira vermelha. Até então, o RS só havia tido duas rodadas com bandeira preta: na 32ª semana (de 15 a 21 de dezembro), com duas regiões, e a última, na 35ª rodada (de 5 a 11 de janeiro), com uma bandeira preta.

Além disso, o governo determinou a suspensão geral de atividades entre 22h e 5h. De acordo com o governador Eduardo Leite (PSDB), não é toque de recolher, mas busca diminuir a circulação de pessoas na ruas. O governador afirmou ainda que as regiões em bandeira preta não devem retomar as aulas na próxima segunda-feira, como estava previsto.

TAXA DE OCUPAÇÃO
Um dos indicadores levado em conta pelo sistema é o número de leitos de UTI ocupados por pacientes com Covid-19. A situação da ocupação de leitos é a pior desde o início da pandemia na cidade. Na tarde desta sexta-feira, havia apenas um único leito UTI exclusivo para tratamento Covid-19 disponível no município. Ao longo desta semana, o crescimento exponencial e rápido está culminando na lotação dos hospitais do município.

O único leito disponível é do Hospital Universitário de Santa Maria (Husm). Deste a tarde de quinta-feira, o Hospital Regional está com 100% de ocupação. Na manhã desta sexta-feira, em um apelo emocionado, o diretor técnico do Hospital de Caridade Dr. Astrogildo de Azevedo, Luis Gustavo Thomé, comunicou que a instituição de saúde também está com 100% dos leitos de UTI Covid lotados.

DADOS ESTADUAIS

  • número de internados em UTI por síndrome respiratória aguda grave aumentou 20,3% no Estado entre as duas últimas quintas-feiras (977 para 1.175);
  • número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS disparou 44,2% entre as duas últimas quintas-feiras (1.137 para 1.639);
  • número de internados em leitos de UTI com Covid aumentou 18,7% entre as duas últimas quintas-feiras (833 para 989);
  • número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid reduziu 26,4% entre as duas últimas quintas-feiras (de 641 para 472);
  • número de casos ativos reduziu 1,17% entre as últimas semanas consideradas (de 18.599 para 18.381);
  • número de registros de óbito por Covid ficou estável entre as duas últimas quintas-feiras (de 363 para 365).

*Colaboraram Janaína Wille e Leonardo Catto


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190