RETORNO

Passado o pico de internações por Covid-19, Husm retoma cirurgias eletivas

Quase 5 mil pacientes que aguardam por cirurgias que foram adiadas durante piores momentos da pandemia

Arianne Lima
Foto: Foto: Renan Mattos (Diário)

Foto: Renan Mattos (arquivo/Diário)
Quase 5 mil pessoas fazem parte da lista de espera do HUSM, que está tentando retomar os procedimentos eletivos aos poucos

Perante o pior cenário da pandemia em fevereiro deste ano, o governo estadual orientou que hospitais, unidades de saúde e profissionais da área dos municípios se dedicassem a tratar dos casos de suspeita e confirmação de pacientes com coronavírus, suspendendo cirurgias que pudesse ser programadas e/ou agendadas por um certo tempo. Conhecidas como eletivas, essas intervenções não são consideradas urgências. Já em casos de emergência, a margem de tratamento e resolução é de até 24 horas. Em Santa Maria, instituições como o Hospital de Caridade Dr. Astrogildo de Azevedo, São Francisco, Casa de Saúde confirmaram a suspensão e elencaram quais procedimentos seriam mantidos. No Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM), as cirurgias oncológicas, além de emergência e urgência, seguiram ocorrendo durante o período, o restante, foi suspenso. No final de maio, com a diminuição dos atendimentos e devolução de leitos usados para pacientes com Covid-19 para a área cirúrgica, a instituição optou por retomar as cirurgias eletivas, atentando-se uma lista de espera com quase 5 mil pacientes.

Sábado é dia de 2ª dose para 60 anos ou mais em Santa Maria

RETORNO

No HUSM, a oportunidade de retomada das cirurgias eletivas veio no final de maio de 2021, com a vacinação e a diminuição dos atendimentos aos leitos Covid-19. Durante a pandemia, a instituição manteve cirurgias oncológicas, de emergência e urgência, além do tratamento dos casos de suspeita e confirmação da Covid-19. De acordo com a gerente de atenção à saúde do HUSM, Soeli Teresinha Guerra, mesmo que ao longo da pandemia, a média de procedimentos tenha permanecido entre 450 a 550, o número de operações diminuiu pouco:

-Por operar bastante câncer durante a pandemia, nós reduzimos muito pouco o nosso quantitativo de cirurgias. Nós reduzimos, em média, 17% a 20%. Para nós, os piores meses foram março e abril deste ano, os mais críticos da pandemia. E também porque, em fevereiro, tivemos que fechar uma sala de recuperação, para utilizar os leitos para internação de pacientes da enfermaria Covid-19. Agora, estamos devolvendo esses leitos para a área cirúrgica, para retomarmos plenamente o movimento cirúrgico - afirma.

Em duas semanas, ocupação de UTIs no SUS cai 26% em Santa Maria

Com retorno das cirurgias de grande porte, que exigem a internação do paciente, o Husm deve voltar a fazer em torno de 600 a 700 cirurgias por mês. Só em junho deste ano, 40% dos 580 procedimentos realizados eram considerados eletivos. Mas, o foco ainda é retomar o ritmo que mantinha em 2019, quando registrava uma média de 800 cirurgias por mês. Isso porque a lista de espera da instituição está com quase 5 mil pacientes que aguardam por cirurgias de várias especialidades.

-Mesmo que tenhamos operado durante a pandemia, temos uma lista de 408 pacientes oncológicos aguardando atendimento. Temos os chamados eletivos, que tem 2.652 pacientes e aqueles que podem ser operados sem brevidade, que é de 1.900. No total, nós temos 4.960 pacientes até hoje em lista de espera cirúrgica só de pacientes que consultaram aqui, fizeram seu diagnóstico e tiveram indicação de cirurgia pelo especialista - comenta Soeli.

PEDIDO

Na semana passada, o hospital enviou um documento para a 4ª Coordenadoria Regional de Saúde (4ª CRS) solicitando a transferência dos leitos Covid que ainda recebem pacientes para outras instituições, em um esforço para realizar mais cirurgias e diminuir a demanda. O pedido foi levado para a secretaria estadual de Saúde, que teria negado, segundo o próprio hospital.  

Santa Maria deve ter temperatura abaixo de zero e geada forte na próxima semana

IDAS E VINDAS

As primeiras decisões sobre o status das cirurgias eletivas teriam ocorrido em fevereiro de 2020, com o Plano de Contingência Hospitalar. Desde então, unidades de saúde, clínicas e instituições de Santa Maria teriam suspendido e retomado diversas vezes os procedimentos, em busca dar continuidade aos serviços prestados.

Veja quais foram as decisões sobre cirurgias eletivas e as medidas tomadas pelo HUSM

  • Fevereiro de 2020 - Plano de Contingência Hospitalar visa a suspensão de cirurgias eletivas
  • Março de 2020 - HUSM divulga medidas de prevenção contra o coronavírus. Entre elas, estão a suspensão das cirurgias eletivas, além da redução de consultas ambulatoriais e o cancelamento das visitas a pacientes.
  • Abril de 2020 - Governo estadual autorizou o início de procedimentos eletivos em orgãos de saúde das redes pública e privadas
  • Abril de 2020 - Com organização e os cuidados exigidos, o HUSM retoma as cirurgias eletivas
  • 3 Julho de 2020 - Secretaria Estadual da Saúde (SES) decreta o cancelamento de cirurgias e procedimentos eletivos por tempo indeterminado, devido a impossibilidade de fornecimento dos 'kits entubação' (anestésicos, sedativos e bloqueadores neuromusculares)
  • 21 Julho de 2020 - HUSM suspende cirurgias por quatro dias, na busca por para evitar a propagação da contaminação dentro do local, assim como as aglomerações
  • 27 julho de 2020 - Após reunião do Comitê de Enfrentamento à Covid-19, a instituição retoma as cirurgias eletivas
  • 3 dezembro de 2020 - Devido a alta lotação da UTI Covid, o HUSM resolve suspender as cirurgias eletivas, assim como a retomada das primeiras consultas ambulatoriais
  • 22 fevereiro de 2021 - Governo estadual publica comunicado sobre suspensão dos procedimento não emergenciais até 31 de março
  • 22 fevereiro de 2021 - HUSM e outros três hospitais da cidade seguem a orientação da Secretaria Estadual de Saúde e suspendem as cirurgias eletivas até 31 de março
  • Maio de 2021 - HUSM retoma as cirurgias eletivas



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190