diagnóstico

Pacientes sintomáticos terão prioridade em testes para a Covid-19 na região

Reunião entre prefeitura e órgãos de saúde debateu fluxos para a realização de exames adquiridos com recursos do MPT

18.389
Foto: Foto: Laboratório de Diagnóstico Molecular da Universidade Franciscana (UFN) já está habilitado pelo Lacen e começará a fazer os testes a partir de segunda-feira (Divulgação)

Foto: Laboratório de Diagnóstico Molecular da Universidade Franciscana (UFN) já está habilitado pelo Lacen e começará a fazer os testes a partir de segunda-feira (Divulgação)/

A reunião para discutir o fluxo de encaminhamento de exames para detecção do novo coronavírus na Região Central entre representantes dos órgãos de saúde e a prefeitura de Santa Maria, que ocorreu no final da manhã desta quinta-feira na sede da 4ª Coordenadoria Regional de Saúde (4ªCRS), definiu os protocolos e critérios para a testagem da população.  

Restinga Sêca confirma o primeiro caso de coronavírus

No encontro, promovido pela prefeitura de Santa Maria, que coordena o Conselho Estratégico de Acompanhamento da Covid-19, ficou definido que a população prioritária a ser testada é a de pacientes sintomáticos. Atualmente, os testes são aplicados em profissionais da saúde com registro de sintomas da Covid-19, em pacientes internados e naqueles contatos próximos aos pacientes confirmados.

Cruz Alta confirma terceiro caso de coronavírus

Além desses, a nova remessa de testes de RT-PCR será aplicada também em pacientes com doenças com pior prognóstico (maiores de 60 anos, diabéticos, hipertensos, obesos, asmáticos e imunodeprimidos) e em profissionais da saúde assintomáticos que atuam em atividades de risco. As atividades de risco são as seguintes: UTIs destinadas ao atendimento da Covid-19, unidades de internação, pronto-atendimentos de pacientes e de suspeitos com a doença e centros cirúrgicos.

Husm tem sete dos 10 leitos de UTI adultos Covid-19 ocupados

Participaram da reunião integrantes da prefeitura, representantes do Husm, do Hospital de Caridade, do Hospital da Unimed, da Casa de Saúde, da UPA e da UFN. Também estavam presentes os procuradores Bruna Desconzi, do Ministério Público do Trabalho; Fernando Barros, do Ministério Público Estadual (MPE); e Bruna Pfaffenzeller, do Ministério Público Federal (MPF).

HABILITAÇÃO
Os testes estão sendo feitos desde segunda-feira pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), que está absorvendo a demanda de pacientes internados e profissionais de saúde do Hospital Universitário de Santa Maria (Husm), do Hospital de Caridade Dr. Astrogildo de Azevedo, do Hospital da Unimed e do Hospital Geral do Exército (HGe).

O Laboratório de Análises Clínicas do Husm, responsável por processar as amostras coletadas e encaminhadas, há está habilitado junto ao Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen-RS). O processo de validação foi finalizado na noite de quarta-feira. Isso quer dizer que os resultados processados aqui são considerados válidos para fins de números oficiais do Estado.

Ao todo, foram adquiridos 6 mil testes RT-PCR com recursos de Termos de Ajuste de Conduta (TACs) via Ministério Público do Trabalho (MPT). Os testes estão sendo destinados para Santa Maria e para os outros 31 municípios que compõem a 4ª CRS.

Além da UFSM, os exames também serão realizados pelo Laboratório de Diagnóstico Molecular da Universidade Franciscana (UFN), que também já finalizou o processo de validação junto ao Lacen e está apta a dar início ao serviço na cidade.

Segundo o professor de Biomedicina Huander Felipe Andreolla, da UFN, as amostras começam a ser processadas a partir de segunda-feira, pois antes é preciso fazer o treinamento da equipe com o sistema de lançamento de dados, cuja plataforma se conecta com o banco de dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES). Num primeiro momento, ficou definido que a UFN absorverá a demanda de coletas realizadas na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) 24 horas e no Hospital Casa de Saúde.

Juntas, as duas instituições de ensino e pesquisa da cidade terão a capacidade de processar até 160 amostras por dia, o que deve beneficiar o diagnóstico da doença na população santa-mariense e da região.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190