alerta máximo

Ocupação de leitos ultrapassa os 100% em municípios da região

Hospitais de São Gabriel e Cruz Alta precisaram montar áreas emergenciais. Números dos leitos clínicos também preocupam nessas e em outras cidades

18.379

A ocupação de leitos ultrapassou a capacidade máxima em municípios da Região Central. Cidades como São Gabriel e Cruz Alta atingiram porcentagens altíssimas nesta semana e precisaram remanejar equipamentos e profissionais de alas eletivas dos seus hospitais para dar conta da demanda de tantos pacientes.

Após ultrapassar o limite na última segunda-feira, São Gabriel continua acima de 100%. Até o início da tarde desta quinta-feira, conforme o painel da Secretaria Estadual de Saúde (SES), que monitora a situação dos leitos em todo o Estado, a ocupação das UTIs está em 105%. Além disso, o constante aumento da ocupação de leitos clínicos também preocupa: são 138% das unidades com pacientes. Todos os números são referentes à Santa Casa de São Gabriel.

Ao todo, a cidade dispõe de 20 leitos de UTI exclusivos para Covid-19, mas tem 23 pacientes internados. Já em relação aos clínicos, são 43 pacientes para 31 leitos. De acordo com a secretária de saúde do município, Kátia Raposo, um setor emergencial foi organizado para acomodar todos os pacientes.

- A gente criou mais cinco leitos de UTI extras e foi montada uma área com respiradores de outros setores do hospital. Foram criados mais 15 leitos clínicos também, com equipamentos trazidos de áreas cirúrgicas e pediatria, por exemplo - explica a secretária.

Ainda segundo Kátia, profissionais do hospital também precisaram ser remanejados de outras áreas para dar suporte no tratamento dos pacientes com Covid. Os leitos extras não constam no painel do Estado por serem considerados emergenciais e ainda não terem sido habilitados pela SES.

25 capitais do Brasil estão com ocupação de UTI acima de 80%

Em relação aos leitos SUS, a situação de Cruz Alta é a que mais preocupa. São 30 pacientes para 18 leitos Covid na rede pública do município, o que represente uma taxa de 166.7% de ocupação. A assessoria do Hospital São Vicente afirma, no entanto, que são 20 leitos Covid disponíveis, com todos os 20 ocupados.

Além disso, de acordo com a prefeitura, outros municípios estão enviando pacientes para Cruz Alta mesmo que não haja leitos disponíveis. Por esse motivo, foi montada uma estrutura provisória no Pronto Atendimento (PA) do São Vicente para auxiliar no atendimento básico a essas pessoas. 

Outras cidades da região também estão com ocupação de leitos acima de 100%. Em Santiago, as unidades intensivas da rede pública e privada atingiram o limite da capacidade. Enquanto isso, os leitos clínicos também se aproximam de 100%: até esta quinta-feira, restavam apenas dois dos 56 disponíveis. Em São Vicente do Sul, os cinco leitos clínicos disponíveis para Covid estão ocupados.

Faxinal do Soturno, a maior preocupação está na UTI Covid. No Hospital São Roque, são 10 leitos disponíveis, mas 11 pacientes estão internados, o que representa uma ocupação de 110%.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190