Covid-19

Nova remessa de doses para idosos ainda não tem previsão de chegar

Secretário municipal explica por que vacinação deste grupo ainda não foi ampliada

18.398
Foto: Foto: Renan Mattos (Diário)

Foto: Renan Mattos (Diário)/

Diante da nova etapa de vacinação contra a Covid-19, que imunizou 1.690 profissionais liberais da saúde na manhã desta terça-feira, muitas pessoas questionaram os critérios dos grupos prioritários em Santa Maria, já que os idosos com menos de 85 anos ainda não foram contemplados com a 1ª dose na cidade.

Butantan começa a distribuir 3,9 milhões de vacinas contra a Covid-19

De acordo com o secretário de Saúde Guilherme Ribas, o município recebeu lotes separados de imunizantes para três grupos: trabalhadores da área da saúde, idosos e indígenas. Em relação aos idosos, Ribas afirma que as doses recebidas até o momento foram encaminhadas para as Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIs), para pessoas acima de 85 anos e para a vacinação de pessoas acamadas, que ainda está em andamento em Santa Maria.

'Quem não segue as normas está tirando a liberdade dos outros', diz epidemiologista da prefeitura

Não há, no entanto, previsão de quando uma nova remessa de doses para este grupo deve chegar na cidade. Na próxima etapa, ainda sem data, Ribas adianta que as pessoas a partir de 80 anos devem ser incluídas no grupo.

Vacina da Pfizer contra a Covid-19 tem registro definitivo aprovado pela Anvisa

Já em relação aos trabalhadores da saúde, o município segue o ordenamento recomendado pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), de 25 de janeiro, que estabelece uma lista estratificada dos grupos prioritários, divida em 13 etapas (veja abaixo). Os profissionais contemplados nesta terça-feira fazem parte do 12º lugar dessa lista. Como não há doses para todos, a estimativa é que na próxima campanha de imunização sejam incluídos os técnicos em enfermagem, técnicos em radiologia e cuidadores de idosos com certificado.

- Não é questão de ser antes. As doses estão vindo separadas por grupos: os trabalhadores da saúde e os idosos. Na saúde, começamos com as alas Covid, hospitais, clínicas de radioterapia e quimioterapia, e agora estamos conseguindo contemplar o item 12, que são os profissionais liberais de saúde. Tem ainda o ensino técnico, que inclui os técnicos em enfermagem e técnico em radiologia, por exemplo, que devem ser contemplados na sequência - completa o secretário.

ATRASO

O médico epidemiologista Marcos Lobato, coordenador do Centro de Referência Municipal da Covid-19, em entrevista ao Diário na manhã desta terça-feira, comentou sobre o atraso no início da vacinação no Brasil e as dificuldades em prever próximas etapas, já que não há um cronograma estabelecido para envio de novas remessas.

- Nós temos, há bastante tempo, várias rotinas de vacinação, e antes da chegada do coronavírus, já usávamos certos critérios. Existe uma diretriz no Plano Nacional de Imunização (PNI) sobre isso, e elas são seguidas junto com avaliações técnicas. Sempre haverá uma situação que não será contemplada, pois o problema maior é a falta de vacinas. O Brasil, infelizmente, deixou de cuidar dessa ação e gerou outro problema. Essa era uma responsabilidade do Ministério da Saúde, não dos municípios. Eles apenas recebem as vacinas e executam essas diretrizes. Trabalho em saúde pública há mais de 20 anos, e é a primeira vez que vejo essa dificuldade em nível nacional e a falta de vacinas - disse.

ORDENAMENTO PRIORITÁRIO DE VACINAÇÃO DE TRABALHADORES DE SAÚDE

  • 1º - Equipes de vacinadores volantes
  • 2º - Trabalhadores de UTI e CTI COVID-19
  • 3º - Profissionais da rede de Urgência e Emergência, incluindo unidades de Pronto-Atendimento, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu)
  • 4º - Unidade de internação clínicas para COVID-19
  • 5º - Ambulatórios exclusivo COVID-19 (incluindo atendimento domiciliar)
  • 6º - Coletadores de Swab nasofaringe e orofaríngeo
  • 7º - Ambulatório de demanda espontânea ou Atenção Primária/Atenção Básica
  • 8º - Serviços ou ambulatórios que prestam atendimento a pacientes imunossupressos
  • 9º - Áreas não Covid-19 de hospitais e demais hospitais (não Covid-19)
  • 10º - Demais Ambulatórios e Pronto-Atendimento não Covid-19, incluindo a totalidade da Atenção Primária/Atenção Básica _ ou seja todos as unidades e postos de saúde
  • 11º - Consultórios, laboratórios e farmácias de instituições privadas, profissionais de saúde que realizam coleta de swab, e demais profissionais de saúde que realizam atendimentos eletivos ou assistência ao público em geral
  • 12º - Profissionais de saúde liberais, estabelecimentos comerciais de saúde e outros locais que não tenham atividade assistencial direta a pacientes com Covid-19 ou suspeitos de Covid-19
  • 13º - Profissionais da gestão da saúde


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190