Santa Maria

Na primeira etapa, 1,6 mil profissionais da linha de frente de combate à Covid-19 são vacinados

Vigilância em Saúde já distribuiu 2.117 doses a hospitais e lares de longa permanência

18.398

Foto: Pedro Piegas (Diário)

Há dez meses, mulheres e homens que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus transformaram suas realidades para salvar vidas dentro de hospitais e unidades de pronto-atendimento de Santa Maria. Dia e noite, os profissionais são a esperança de pacientes que chegam as instituições de saúde e o alento de familiares que aguardam notícias. Agora, chegou a vez deles. Na quarta-feira, os hospitais de Santa Maria começaram a imunizar as suas equipes que trabalham nos setores de Covid-19. São 1,6 mil pessoas que voltarão para suas casas mais tranquilas e desempenharão o seu trabalho de forma mais segura.  

Às 10h40min de quarta, partiu do Setor de Imunização da Vigilância em Saúde o comboio que distribuiu doses da vacina da Covid-19 para os complexos hospitalares. Três carros da prefeitura, escoltados por cinco viaturas e motos, foram primeiro ao Hospital de Caridade, que recebeu 667 doses para imunizar os profissionais da linha de frente. Além do Caridade, outros três hospitais, a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) e o Centro de Referência da Covid-19 receberam as doses e estão vacinando suas equipes.

Estado registra mais 72 mortes por Covid-19 nesta quarta-feira

Conforme o diretor técnico do Caridade, Luiz Gustavo Thomé, todos os cerca de 600 funcionários que atuam na linha de frente do hospital Covid Alcides Brum serão imunizados até quinta-feira:

- Nossa linha de frente do hospital Covid é formada por todos os funcionários do pronto-socorro, sejam funcionários do hospital ou terceirizados, que fazem tomografia, por exemplo, os médicos que atendem nas CTIs e nas unidades clínicas. Na primeira etapa, vamos imunizar as pessoas que trabalham no hospital Covid. Só depois disso a vacina virá para as outras UTIs e o outro pronto-socorro.

Ao Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) foram enviadas, na quarta-feira, 95 doses. O número menor em relação às demais instituições se deu porque o Husm não havia encaminhado todas as documentações, explicou a superintendente da instituição, Elaine Resener. A Vigilância em Saúde irá encaminhar as demais doses ao hospital universitário nos próximos dias. Para imunizar todos os profissionais da linha de frente, afirma Elaine Resener, são necessárias de 800 a 900 doses. A gerente de Atenção à Saúde do Husm, Soeli Guerra, garante que, ao concluir as vacinações, os protocolos de segurança no hospital seguirão rígidos. Mas, o sentimento é de esperança:

- Esse é o efeito imediato da vacinação nos profissionais de saúde.

Hospitais começam a vacinar os profissionais que atuam no combate à Covid-19

Na UPA, foram disponibilizadas 222 doses de vacina. A unidade conta com exatos 222 funcionários que atuam no combate à Covid-19. Assim, todos serão imunizados nos próximos dias. Outros 23 funcionários do Centro de Referência de Covid-19 também foram vacinados.

OS GRUPOS PRIORITÁRIOS 

Oficialmente, a vacinação em Santa Maria começou no fim da tarde de terça-feira. Ao todo, o município conta com 4,2 mil doses da Coronavac.

Média de ocupação de leitos de UTI cai em Santa Maria

_ Temos três grupos prioritários. 100% das ILPIs terão que ser vacinadas, 100% dos indígenas e teremos doses para cerca de 34% do quantitativo de trabalhadores de saúde. O objetivo agora é liberar vacina para as alas Covid e posterior a isso, de acordo com a quantidade de vacinas, vamos ver outras prioridades _ detalha o secretário municipal de saúde, Guilherme Ribas.

OS PERCALÇOS ATÉ A VACINAÇÃO DOS PROFISSIONAIS 

Em 10 meses de pandemia, além de se preocupar em cuidar dos infectados, os complexos hospitalares enfrentaram desafios dentro das próprias instituições, que foram desde a falta de conhecimento sobre a doença, em um primeiro momento, até a falta de equipe, a medida que os profissionais tiveram que ser afastados por se contaminarem. 

_ Precisamos conscientizar todos os profissionais a não deixarem de usar todos os equipamentos de proteção individual, mesmo que seja desconfortável. Também foi desafiador manter o abastecimento constante desses equipamentos, para nossa segurança. Mas, o mais difícil foi trabalhar com muitos profissionais doentes afastados, com equipe reduzida. Os desafios não acabam agora, mas temos uma esperança _ conta a superintendente do Husm, Elaine Resener.

(Colaboraram Maurício Araujo, Felipe Backes e Janaina Wille) 

DISTRIBUIÇÃO DE VACINAS 

  • Centro de Referência da Covid-19 - 21 doses 
  • Hospital de Caridade Dr. Astrogildo de Azevedo - 667 doses
  • Hospital Regional de Santa Maria - 519 doses
  • Hospital Geral de Santa Maria - 90 doses
  • Hospital Universitário de Santa Maria - 95 doses
  • Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) - 222 doses
  • Centro de Atendimento e Diagnóstico Protege* - 18
  •  Vila Pieneza* - 37
  • São Gerônimo - 21
  • Vila Itagiba - 63
  • Clínica La Vitta - 41
  • Mãe Medianeira - 27
  • Pronto Atendimento Municipal*- - 177
  • Pronto Atendimento Rubem Noal - 64
  •  Samu - 55
  • Total de doses - 2.117
  • *As equipes da Vigilância em Saúde ainda estavam fazendo as entregas nestes locais

NA LINHA DE FRENTE 

  • Entende-se por profissionais da linha de frente de combate à Covid-19, conforme a gerente de Atenção à Saúde do Husm, Soeli Guerra, todos que estão em contato direto com o vírus, como: médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de limpeza, recepcionistas, fisioterapeutas, técnicos de laboratórios que fazem a coleta de exames, farmacêuticos, biólogos, dentre tantas outras especialidades que atuam nas alas destinadas a pacientes com coronavírus. 



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190