pandemia

'Não há um dia em que a UTI não esteja lotada' diz chefe do setor no Husm

Hospital Universitário mais que dobrou a sua capacidade de atendimento intensivo desde o início da pandemia

18.357
Foto: Foto: Pedro Piegas (Diário)


Foto: Pedro Piegas (Diário)

Nas últimas duas semanas, em apenas um dia a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) não ficou com os leitos 100% ocupados. O hospital é referência no atendimento público de saúde para 42 municípios da Região Central e, além do Hospital Regional, é o único que dispõem de UTI pelo SUS na cidade

No hospital, há um total de 36 leitos de UTI, sendo 20 para pacientes com Covid-19, seis para atendimento cardiológico e outros 10 para atendimento geral. Antes da pandemia, o total de leitos de UTI era 15. A instituição mais do que dobrou os seus leitos e, ainda assim, segue com ocupação total.

- Nosso Pronto-Socorro e nossa UTI sempre tiveram ocupação máxima ou superlotação, mesmo antes da pandemia. Mas, tínhamos um número muito menor de leitos. Agora, mesmo com a capacidade ampliada em mais de 100%, não há um dia em que a UTI não esteja lotada - afirma a chefe de UTI do Husm, Janice Soares. 

Boletim da Fiocruz indica tendência de estabilização da pandemia na Região Central

Nesta segunda, há apenas um leito cardiológico livre no Husm - as UTIs Covid e geral estão com 100% de uso. Além dos leitos de UTI, também foram abertos novos leitos clínicos para atendimento de pacientes com confirmação ou suspeita de Covid-19. Nesta segunda-feira, a ocupação desses leitos está em 106,7%, com 16 pacientes em uma área que era para ser destinada apenas para 15 pacientes. 

PAINEL DO ESTADO
No painel de monitoramento do Estado há apenas 34 leitos de UTI do Husm cadastrados (dois dos leitos cardiológicos que o hospital tem não constam no sistema estadual). Por isso, constantemente o painel mostra que o hospital estaria com superlotação na UTI, o que não seria possível, uma vez que há equipamentos limitados e muito específicos para cada leito. Não haveria como improvisar leitos, então, os pacientes precisam aguardar em uma fila do Gerenciamento de Internações (Gerint). Nesta segunda, o painel indica uma ocupação de 102.9%. Isso acontece porque há cinco pacientes internados em UTI cardiológica, mas só quatro desses leitos constam no sistema da SES. Neste caso, automaticamente, o painel faz o cálculo como se houvesse superlotação.

OCUPAÇÃO DE LEITOS DE UTI (até 18h08min)

Hospital Universitário de Santa Maria (Husm)

  • 36 leitos, 35 ocupados (98%)
  • Desses, 20 são leitos Covid-19

Hospital Regional de Santa Maria

  • 38 leitos, 36 ocupados (94%)
  • Todos leitos são exclusivos Covid-19

Hospital de Caridade Dr. Astrogildo de Azevedo

  • 81 leitos, 60 ocupados (74,1%)
  • Desses, 44 são leitos Covid-19

Hospital São Francisco de Assis

  • 10 leitos, 8 ocupados (80%)
  • Todos são leitos Covid-19

OCUPAÇÃO DE LEITOS CLÍNICOS (até 18h08min)

Hospital Universitário de Santa Maria (Husm)

  • 15 leitos, 16 ocupados (106,7%)

Hospital da Base Aérea

  • 4 leitos, 0 ocupado (0%)

Hospital São Francisco de Assis

  • 1 leito, 0 ocupado (0%)

Hospital da Brigada Militar

  • 6 leitos, 0 ocupado (0%)

Hospital de Caridade Dr. Astrogildo de Azevedo

  • 81 leitos, 81 ocupados (100%)

Hospital Casa de Saúde

  • 14 leitos, 12 ocupados (85%)

Hospital Geral Unimed

  • 5 leitos, 0 ocupado (0%)

Hospital Regional de Santa Maria

  • 40 leitos, 37 ocupados (92,4%)


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190