declaração

'Não existe solução simpática para uma situação dramática' diz Eduardo Leite sobre restrições

Assessoria do Piratini divulgou áudio com apelo do governador para que população redobre cuidados e pedido de compreensão sobre medidas mais rígidas

18.379


Foto: Itamar Aguiar (Palácio Piratini)

Prestes a anunciar a decisão de manter todo o Rio Grande do Sul classificado com bandeira preta, ou seja, risco altíssimo para o contágio da Covid-19, o governador Eduardo Leite (PSDB) divulgou um áudio, por meio de sua assessoria, fazendo um apelo à população gaúcha. Em pouco mais de dois minutos, Leite pediu à população que redobre os cuidados, alertou para a situação grave do Estado perante à pandemia e assumiu que não se sente bem ao restringir atividades econômicas no RS.

Leia mais notícias sobre saúde e pandemia

Confira um trecho da fala do governador em áudio divulgado pela assessoria do Piratini:

"Nós estamos vivendo o pior momento da pandemia, e por isso que eu peço a especial atenção de vocês. Eu sei que muitas medidas que nós adotamos não são simpáticas para a população, principalmente com o fechamento dos estabelecimentos comerciais, que são fonte de sustento para tantas famílias. Nenhum governante gosta de estabelecer essas medidas. [...] Mas como eu costumo dizer: não existe solução simpática para uma situação dramática. O que nós estamos vivendo no Rio Grande do Sul e no Brasil é exatamente isso, algo dramático, absolutamente sem precedentes. Nós estamos vivendo uma situação que é inédita até mesmo dentro da própria pandemia, com esgotamento de leitos e de UTIs, e uma mudança no perfil das vítimas da Covid-19 que começa a afetar também os jovens. [...] Enquanto não pudermos parar o vírus, nós precisamos parar as pessoas que o transportam, [...] porque só assim nós vamos dar um golpe no vírus, reduzir o contágio e, por consequência a ocupação das UTIs. Por isso as restrições são fundamentais nesse momento. Nós estamos prestes a ter uma expansão da vacinação nos próximos meses, então não é hora de baixarmos a guarda. Eu sei que todos estão cansados. Todos nós estamos cansados, eu me incluo nessa condição, mas esse mês de março requer uma atenção redobrada. Por isso, por favor, não façam aglomerações, cumpram os protocolos, usem a máscara, o álcool gel, higienizem constantemente suas mãos, as superfícies, protejam-se com o máximo de distanciamento. Protejam a si e ao próximo, porque esse é um exercício de empatia, de cidadania que salva vidas nesse momento tão importante."

Após suspender a cogestão e classificar todo o Rio Grande do Sul em bandeira preta, o governo do Estado deve manter essa condição no RS pelo menos por mais uma semana. A previsão foi dada pelo próprio governador em entrevista veículos de imprensa da Capital. Conforme as declarações de Leite, não há perspectivas de que o RS saia da bandeira preta na próxima semana. Segundo ele, a única alteração que poderá acontecer será a revisão de protocolos e normas para determinadas atividades - como flexibilização ou restrição de setores.

O mapa para a próxima semana deve ser divulgado na tarde desta sexta-feira.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190