insumos

Ministério tem reuniões com indústrias para garantir kit intubação

Encontros têm caráter de alerta e pedido de auxílio, diz governo

18.396
Foto: Foto: Rovena Rosa (Agência Brasi)


Foto: Rovena Rosa (Agência Brasi)/

Com os estoques de kits intubação das secretarias municipais de saúde em níveis críticos, o governo federal realizará reuniões na segunda e terça-feira com representantes das indústrias de medicamentos "para alerta e pedido de auxílio efetivo".

Profissionais liberais da saúde receberão 2ª dose da vacina nesta terça-feira

- O governo federal, atento e preocupado com a situação do avanço dos casos de covid-19 no país, tem atuado em diversas frentes, incansavelmente, para garantir a assistência necessária a todos os estados e municípios - informa nota divulgada nesta segunda, em Brasília, pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria Especial de Comunicação.

Nova remessa de vacina deve chegar a Santa Maria nesta terça-feira

Acrescenta que medicamentos do chamado kit intubação (IOT), cuja aquisição é de responsabilidade dos estados, Distrito Federal e municípios, estão sendo monitorados pela rede do Sistema Único de Saúde (SUS), semanalmente, desde setembro de 2020. Informações sobre a disponibilidade em todo território nacional e da indústria e de distribuidores estão sendo enviadas para que os estados possam realizar a requisição.

Hospital de Caridade e Regional começam semana com UTIs lotadas

O ministério destaca que, no último fim de semana, foram realizadas reuniões de avaliação dos números de cada estado.

Entre as estratégias enumeradas para evitar o desabastecimento, foram elencadas a requisição dos estoques excedentes das indústrias (não comprometidos em contratos anteriores); aquisições internacionais (via Organização Panamericana de Saúde - OPAS ); e incremento da requisição de informações para harmonização de estoques e distribuição, além de pregões eletrônicos nacionais, possibilitando a adesão dos estados.

No domingo, em reunião virtual com gestores municipais, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) do Rio Grande do Sul afirmou que enviará um documento conjunto ao Ministério da Saúde pedindo medidas urgentes para medicamentos de pacientes graves com Covid-19 internados. 

- Precisamos de uma atitude mais rápida, mais ágil do ministério para atendermos hospitais e pronto atendimentos - afirmou a secretária Arita Bergmann.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190