covid-19

Ministério define vacina para Educação e libera campanha para grupos não prioritários

Pessoas de 18 a 59 anos sem comorbidades devem ser vacinados por ordem decrescente de idade ao fim da imunização dos grupos prioritários

18.398

Foto: Renan Mattos (Diário) 

O Ministério da Saúde incluiu os profissionais da educação na lista de grupos prioritários para a Covid-19 e já inicia paralelamente a imunização da população em geral, de 18 a 59 anos de idade, por ordem decrescente de faixa etária. A pasta começará a enviar doses aos estados, de forma escalonada, para atender a esse público, juntamente com outros grupos prioritários definidos pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO).

Total de casos confirmados de Covid-19 em Santa Maria chega a 34.077

A motivação da priorização dos profissionais da educação se deve aos impactos sociais ocasionados pela Covid-19 com a necessidade de volta às aulas presenciais. Além do desenvolvimento dos estudantes, em alguns casos as escolas contribuem para a segurança alimentar das crianças. Entre professores e outros trabalhadores da educação, a orientação é ir pela seguinte ordem: 

  • Creches
  • Pré-escolas
  • Ensino Fundamental
  • Ensino Médio
  • Ensino profissionalizante
  • Ensino de Jovens e Adultos (EJA)
  • Ensino Superior

Em pelo menos cinco cidades da Região Central, com a conclusão da primeira dose em idosos e pessoas com comorbidades, os professores começaram a ser vacinados. Em Santa Maria, a imunização deve começar na próxima semana com cerca de 1 mil trabalhadores da Educação Infantil. Com a definição do Ministério da Saúde, os próximos lotes de vacinas enviados aos estados já devem ter parte do quantitativo reservado para a categoria. 

18 A 59 ANOS
Para além dos grupos prioritários, entre eles os profissionais da educação, o Ministério da Saúde também inicia paralelamente a vacinação da população geral, entre 18 e 59 anos. Isso porque estados e municípios relataram que a demanda dos grupos elencados no plano de vacinação diminuiu.

Esse grupo poderá começar a ser imunizado de maneira escalonada e por faixas etárias decrescentes, desde que a vacinação dos grupos prioritários que vêm antes dos professores (idosos, pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas, pessoas com deficiência permanente, pessoas em situação de rua, pessoas e trabalhadores do sistema de privação de liberdade) seja mantida e cumprida, de acordo com a ordem estabelecida pelo PNO. Outros grupos prioritários que vêm depois dos professores devem ser vacinados junto com a população em geral (forças de segurança e Forças Armadas, trabalhadores do transporte coletivo rodoviário, trabalhadores do transporte metroviário e ferroviário, trabalhadores do transporte aéreo, trabalhadores do transporte aquaviário, caminhoneiros, trabalhadores portuários, trabalhadores industriais e trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos. 

As recomendações foram pactuadas na Comissão Intergestores Tripartite (CIT), realizada na quinta-feira com representantes do Ministério da Saúde, estados e municípios. As orientações também estão em uma nota técnica do Programa Nacional de Imunizações (PNI).


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190