coronavírus

Mais uma paciente de Manaus recebe alta de hospital de Santa Maria

Dos 15 manauaras tratados na cidade, 14 já tiveram alta

18.355


Foto: Renan Mattos (Diário)
Jaqueline (à dir.) esteve acompanhada do marido Ruy e da filha Jenifer nos últimos dias de recuperação

CORREÇÃO - Jaqueline foi a penúltima paciente de Manaus a ter alta. Ainda há mais um paciente na cidade, que foi transferido para o Hospital  São Francisco, onde ainda permanece internado.

Há mais de 40 dias em Santa Maria, Jaqueline Araújo Maciel, de 48 anos, ainda não conseguiu olhar para os conhecidos morros que circundam a cidade, ou até mesmo para um por do sol gaúcho. Isso deve mudar a partir desta terça-feira, quando ela recebeu alta hospitalar da Casa de Saúde e está oficialmente curada da Covid-19. Jaqueline é uma das 15 pessoas com Covid-19 que vieram de Manaus, capital do Amazonas, no dia 2 de fevereiro, para serem tratadas no Hospital Regional, e a penúltima a ser liberada, após mais de 30 dia de internação em UTI. Ela deve permanecer na cidade por alguns dias até estar fortalecida para a viagem de volta ao Norte do Brasil.

Desde a última semana, ela tem a companhia do marido Ruy Barbosa Gomes, de 49 anos, e da filha Jenifer Cibely Maciel Gomes, de 27. Agora tranquilos com a notícia da recuperação, a família passou por momentos de tensão ao não encontrar um leito disponível na cidade onde moram.

Santa Maria supera o limite de capacidade e ocupação dos leitos clínicos chega a 100,6%

As horas de busca por um leito para a esposa e mãe foram dramáticas. No dia 1º de fevereiro, ela procurou atendimento em uma unidade de saúde, que a mandou para o Hospital 28 de Agosto, em Manaus, que estava lotado. Dali, a filha passou a noite tentando transferência para outro hospital, sem sucesso. No dia 2, o marido, que também foi contaminado, buscou o setor de regulação de leitos de Amazonas já com um número de transferência em mãos, obtido no dia anterior, e pediu pela transferência a outro Estado. Até ali, não sabia quando, nem para onde e nem como seria o processo. A notícia da confirmação veio por telefone, enquanto eles aguardavam dentro do carro no estacionamento do hospital, onde haviam passado a noite.

Jaqueline subiu no avião da Força Aérea Brasileira na manhã do dia 2, ainda caminhando por conta própria. Os próximos passos foram dados um mês e meio depois, nesta terça-feira na Casa de Saúde, do outro lado do país, enquanto se recupera das sequelas deixadas pelo vírus.

UFN faz testagem de Covid-19 em policiais militares e civis

No dia 3, a família foi informada que Jaqueline seria intubada na UTI do Hospital Regional. A partir daí, a única comunicação era via boletins médicos diários e por notícias da imprensa. Mais de um mês depois, no dia 6 de março, ela saiu da UTI, ainda debilitada. Após dois dias de observação, ela foi transferida para um leito clínico da Casa de Saúde, onde poderia receber visitas.

- Fui muito bem tratada no Regional, aqui na Casa de Saúde também. Nunca imaginei que ainda encontraria pessoas que tratam as outras com compaixão - relata Jaqueline.

Ruy e Jenifer chegaram na terça-feira da semana passada, com o auxílio de amigos para bancar as passagens.

- Encontramos aqui uma cidade de anjos. Uma terra de milagres. Eu não sabia que existia uma cidade tão abençoada - destaca Ruy.

11 amazonenses que estavam internados em Santa Maria voltam para o Norte

Católica e de uma fé fervorosa, a família considera a recuperação um milagre. Eles também não medem agradecimentos a todos os profissionais envolvidos no tratamento, de Manaus a Santa Maria, do Regional à Casa de Saúde.

A manauara lembra de poucas coisas do período de internação. A ideia da família é permanecer em Santa Maria por alguns dias, para que Jaqueline possa se fortalecer e se recuperar melhor para a viagem.

- Meus pulmões e o coração estão prontos - afirma Jaqueline.

MANAUARAS
Dos 15 pacientes de Manaus que chegaram a Santa Maria no dia 2 de fevereiro, 12 tiveram alta e retornaram ao Amazonas até o dia 17 de fevereiro. A 13ª paciente recebeu alta no dia 1º de março. Com a saída de Jaqueline do hospital, apenas um paciente permanece internado, um homem de 58 anos que foi no hransferido para o Hospital São Francisco, já que não transmitia mais a doença, para liberar a vaga no Regional. 



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190