pente-fino

Mais 496 casos antigos de coronavírus passam a ser contabilizados pelo Estado

Dados são resultados de testes rápidos feitos desde março, mas que ainda não estavam inclusos na tabela do Rio Grande do Sul

18.297
Foto: Foto: Renan Mattos (Diário)
CORREÇÃO: durante a live, a secretária Arita Bergmann informou que o número que seria adicionado seria 497, quando na verdade foram 496

O número de casos confirmados no Rio Grande do Sul aumentará de forma significativa nesta sexta-feira. Mais 496 confirmações de pessoas infectadas devem ser adicionadas ainda hoje na plataforma da Secretaria Estadual de Saúde. Entretanto, esse número não significa maior incidência da doença, pois tratam-se de dados de testes rápidos que já haviam sido feitos desde março, só não haviam sido contabilizados pelo Estado. A atualização de ontem traz 3.101 casos confirmados. 

Nelson Teich deixa Ministério da Saúde antes de completar um mês no cargo

Esses casos fazem parte dos números que divergem entre Estado e município.  Em Santa Maria, por exemplo, o último boletim epidemiológico da prefeitura contabiliza 72 pessoas infectadas, contra 39 da Secretaria Estadual de Saúde. 

De acordo com o governador Eduardo Leite e a secretária estadual de Saúde Arita Bergmann, uma força-tarefa foi realizada nos últimos dias com os municípios para identificar os números que não constavam na tabela estadual. 

 _ Fomos buscar com os municípios essa diferença de dados e observamos que, no processo para inserção no sistema eletrônico há etapas a serem cumpridas. As pessoas não completavam todas as etapas de processamento de lançamento dos dados. Fomos atrás, e esses dados estão sendo inseridos agora _ completou Leite, durante transmissão ao vivo nesta sexta. 

Como o coronavírus passou a ser elencado entre as doenças de notificação compulsória, qualquer serviço de saúde - seja público, privado, convênio ou particular - deve notificar uma autoridade de saúde do município ou do Estado. Essa é a primeira etapa do processo, explicou Arita. Para que os dados sejam validados pelo Estado, é preciso ir até a etapa final do sistema, o que se chama de classificação - esse clique final é que não estava sendo feito pelos responsáveis. 

Movimento foi intenso nos postos para receber a vacina contra a gripe

A secretaria afirmou que a partir de hoje, todos os casos confirmados e classificados pelos municípios devem entrara automaticamente na plataforma estadual, o que deve diminuir a divergência de números e a subnotificação. 

Uma portaria que vai normatizar a notificação, o monitoramento, o controle e a confirmação final dos testes está sendo editada e deve ser publicada nos próximos dias. 

O governador ressaltou ainda que essa correção dos dados não terá impacto no plano de distanciamento controlado, que leva em conta, entre outros critérios, o número de casos em cada cidade. Para a definição das bandeiras, são considerados apenas os testes RT-PCR, porque mostram pessoas que estão infectadas, enquanto o teste rápido detecta anticorpos e, portanto, a pessoa pode ter tido a doença há muito tempo (não servindo para comparar a evolução de uma semana para outra). 


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190