santa maria

Maio tem redução de 29% em mortes por Covid-19, mas aumento de casos e internações

Hospitalizações tiveram aumento de 3% na cidade e 28% nos casos confirmados. Dados são em comparação a abril

18.357

O mês de maio mostrou que a pandemia de coronavírus não tem dado trégua em Santa Maria. No último mês, os dados de óbitos por Covid-19 da cidade tiveram uma queda de 29% em relação a abril, mas os indicadores de casos confirmados e internações aumentaram. Durante maio, a Covid-19 ceifou a vida de 111 pessoas, número menor do que em março e abril (quando 152 e 156 pessoas morreram, respectivamente), mas o dobro do que em janeiro e fevereiro (que tiveram 55 e 51 mortes).


35% dos santa-marienses já estão vacinados com a primeira dose

De acordo com o médico epidemiologista da prefeitura, Marcos Lobato, a queda de mortes é reflexo de uma diminuição de casos que houve em abril (veja mais abaixo). Mesmo com essa redução de óbitos em relação aos meses anteriores, quando houve o pico da doença na cidade, segundo Lobato, o índice continua em patamar elevado.

_ É uma montanha-russa. Infelizmente, ainda não podemos dizer que essa redução de óbitos significa um afrouxamento da pandemia em Santa Maria, por dois motivos: o número de mortes continua muito maior do que no ano passado e do que em janeiro e fevereiro; e os outros indicadores de casos e internações seguem aumentando. Não voltamos a um patamar que tínhamos antes do pico _ explica Lobato. 


Dados do do Centro de Referência Municipal da Covid-19 da prefeitura

Em junho, dados até o dia 10 apontam que já houve 29 óbitos na cidade. Se manter essa média, Lobato projeta que as mortes devem se manter estáveis neste mês em relação a maio.

Especialistas rebatem fala de Bolsonaro e reiteram por que é necessário usar máscara

_ Temos ainda 20 dias pela frente. Se em 10 dias tivemos 29 mortes, e sempre temos notificações que ainda vão chegar atrasadas, devemos fechar o mês, mais uma vez, com o dado no entorno das 100 vítimas _ analisa

HOSPITALIZAÇÕES
Apesar dessa diminuição dos dados de mortes, os outros indicadores tiveram aumento. As internações de pessoas com síndrome respiratória aguda grave (SRAG), que englobam pacientes com confirmação ou suspeita de Covid-19, tiveram uma elevação de 3%, chegando a 499 casos de novas internações no mês de maio.

Os dados são de hospitalizações em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e leitos clínicos. Neste sábado, a ocupação dos leitos de UTI SUS está em 100% em Santa Maria, com todos os 74 leitos em uso. Já na rede privada, a ocupação está em 78%, com 71 das 91 unidades em uso. 


Dados do do Centro de Referência Municipal da Covid-19 da prefeitura

CASOS CONFIRMADOS
O aumento de casos de coronavírus no mês de maio preocupa Marcos Lobato. São 6.283 notificações, sendo o segundo pior mês do indicador desde que a pandemia começou. Em relação a abril, são quase 1,4 mil confirmação a mais, o que representa aumento de 28%.

_ O que sempre acontece: o indicador de casos confirmados é o primeiro que sobe, seguido pelas hospitalizações. Isso porque os sintomas demoraram um pouco para aparecer e, depois disso, para se agravar. Os óbitos são uma consequência desses dois indicadores, e sempre que temos aumento de casos e hospitalizações, depois de um tempo, os óbitos aumentam. É isso que os dados mostram. Abril teve uma queda de casos, que refletiu em menos óbitos agora. Só que maio teve um novo boom de casos, que pode impactar em aumento de mortes nas próximas semanas _ explica. 


Dados do do Centro de Referência Municipal da Covid-19 da prefeitura

MUDANÇA DE PERFIL
Entre os óbitos e casos mais graves da doença, Lobato também afirma ter percebido uma mudança no perfil das pessoas. Antes, a quase totalidade desses casos era de pessoas idosas, a maioria acima de 70 anos. Agora, já há mais pessoas de faixas etárias menores.

Uma análise do Observatório de Dados da UFSM mostra que, no mês de maio, a média de idade entre os 111 mortes foi de 64 anos - a menor média desde junho do ano passado. Para junho de 2021, entre as 29 mortes até agora, a média está ainda menor, em 60 anos.

_ Com mais idosos imunizados, era esperado que número de mortes nesta faixa etária diminuísse. Mas, não são todos idosos que já estão com as duas doses aplicadas. Estão com as duas doses justamente aqueles com mais de 70 anos, que tiveram redução. Isso mostra a importância da vacinação, de estar com o esquema vacinal completo _ relata Lobato. 

Observatório de Dados da Covid-19 da UFSM 
O dado de maio de 2020 representa a menor média de idade até agora, mas só houve um óbito naquele mês, o primeiro da pandemia na cidade


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190