internações

Hospitais de Santa Maria registram alta de internações por Covid-19

Desde quinta-feira, Hospital Regional não conta com leitos disponíveis para casos graves. No Husm e Caridade, são poucas vagas

18.398

Foto: Renan Mattos (Diário)

Matéria atualizada às 8h01min do dia 19 de fevereiro de 2021

Desde o começo da pandemia de coronavírus, especialistas alertaram que o grande fluxo de pessoas aumentaria a circulação do vírus e as contaminações. A consequência? Aumento das internações em hospitais e mortes. Se em janeiro Santa Maria registrou o recorde de mortes por Covid-19, fevereiro traz também dados alarmantes, já que o cenário de internações pela doença tem causado preocupação a especialistas e trabalhadores da saúde. Na tarde de quinta-feira, a cidade de Santa Maria registrou o pior índice de internações nos hospitais da cidade, superando o recorde atingido em 31 de dezembro. No Rio Grande do Sul também houve o maior número registrado em pacientes de UTI. Nesta sexta-feira, segundo o mapa de leitos do governo do Estado, entre pacientes com suspeita e confirmações da doença, haviam 1.183 em leitos de UTI, sendo 8 crianças. 

Profissionais do Husm começam a receber segunda dose da vacina contra a Covid-19

O Hospital Regional atua com taxa de ocupação próxima de 90% desde o final de dezembro. A lotação máxima foi atingida pelo menos duas vezes nesta semana, sendo uma delas no final da tarde desta quinta-feira. Na manhã desta sexta, a UTI continuava operando com 100% de capacidade. O Hospital de Caridade Dr. Astrogildo de Azevedo contava com apenas dois leitos de UTI Covid livres na quinta-feira. Outro alerta é que no Caridade o número de leitos clínicos também se aproxima da lotação máxima já que, na manhã desta sexta-feira, atingiu 96% de ocupação.

O Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) enfrenta situação igual - são apenas duas unidades intensivas livres na quinta-feira. Isso significa que em todo o município apenas cinco leitos de UTI Covid estão sem uso. Os números, mais uma vez, ligaram os alertas aos especialistas.

O médico epidemiologista Marcos Lobato destaca que a situação continua preocupante. Para ele, o aumento de internações ainda é consequência dos meses de dezembro e janeiro, quando mais pessoas circularam devido às festas de fim de ano e ao período de férias. 

- A ocupação dos leitos é uma consequência do aumento do número de casos. Quando se tem mais casos, mais adiante começam a aparecer as internações - afirma.

Vacinação contra Covid-19 para idosos com 85 anos ou mais é retomada nesta sexta-feira

REGIONAL
O Regional tem 30 leitos de UTI, todos destinados para o tratamento da Covid-19. O painel da Secretaria Estadual da Saúde (SES) aponta que apenas um estava livre no começo da tarde desta quinta. O diretor executivo do Hospital Regional, Elvis Prestes, acredita que a situação não é diferente do que a instituição já enfrenta desde o último mês de 2020.

- Se observar a taxa, a alta vem desde o final de dezembro. Temos só 30 leitos de UTI. Não vamos ter mais leitos, e estamos trabalhando no nosso limite - diz.

Petrobras eleva preço da gasolina em 10% e do diesel, em 15%

Ampliar o número de leitos é uma decisão que cabe ao Estado, gestor do hospital. De acordo com a 4ª Coordenadoria Regional de Saúde (4ª CRS), em questão de espaço, o Regional poderia ter mais leitos. Porém, outro empecilho seria pessoal, já que o número de funcionários não daria conta.

CARIDADE
O Hospital de Caridade conta com 60 leitos de UTI Adulto. Destes, 31 são destinados ao tratamento da Covid-19. Nesta quinta, apenas dois estão livres. Conforme a diretora clínica da instituição, Jane Costa, agora é que a grande onda de coronavírus está chegando. Na quarta-feira, explica ela, 14 pessoas foram internadas na ala Covid. No dia anterior, foram 11. A tendência, segundo a médica infectologista, é de aumento, já que há uma intensa circulação de pessoas nos dias de feriado de Carnaval:

_ Já faz três ou quatro semanas que avisamos que o perfil da doença estava mudando em Santa Maria, que os casos não eram mais discretos. Hoje, os pacientes chegam muito sintomáticos, e em questão de 48 a 72 horas eles estão em insuficiência respiratória.

Mortes por Covid-19 no Brasil passam de 242 mil e casos somam quase 10 milhões

A diretora clínica lembra que não basta ter espaço para se abrir novos leitos, já que o serviço de saúde é finito, além de que as equipes estão extremamente cansadas após estarem há 11 meses lutando para salvar vidas dentro das instituições de saúde.

HUSM
No Hospital Universitário, a situação não é menos preocupante. A instituição tem 15 leitos exclusivos para tratamento da Covid. Destes, apenas dois estão livres. A superintendente do Husm, Elaine Resener, concorda que o momento requer cuidados:

- Com toda certeza, o momento é gravíssimo, talvez um dos piores cenários desde o começo da pandemia. As grandes cidades estão enfrentando essas dificuldades, pois há muitos doentes para poucos leitos.

Conforme o último boletim epidemiológico de Santa Maria, 16.745 pessoas tiveram resultados positivos para a Covid-19. Destes, 15.596 são considerados recuperados. Já o número de óbitos está em 233.

*Colaboraram Maurício Araujo e Leonardo Catto

Taxas de ocupação dos leitos de UTI*

  • Santa Maria - 91,5% (118 ocupados em 129)

Por hospital

  • Hospital Regional de Santa Maria - 100% (30 ocupados de um total de 30)
  • Hospital de Caridade Dr. Astrogildo de Azevedo - 93,3% (56 ocupados de 60)
  • Hospital Universitário de Santa Maria - 93,1% (27 ocupados de 29)
  • Hospital São Francisco de Assis - 50% (5 ocupados de 10)**

*Na taxa são levados em conta todos os leitos de UTI (Covid-19 e geral)
** O São Francisco tem leitos de UTI geral, mas não tem de UTI Covid

Taxas de ocupação dos leitos clínicos

  • Santa Maria - 56% (75 de 134)

Por hospital

  • Hospital Regional de Santa Maria - 52,5% (21 ocupados de 40)
  • Hospital de Caridade Dr. Astrogildo de Azevedo - 96,2% (50 ocupados de 52)
  • Hospital Universitário de Santa Maria - 26,7% (4 ocupados de 15)
  • Hospital São Francisco de Assis - 0% (0 ocupados em 1)
  • Hospital Geral Unimed - 0% (0 ocupados em 5)
  • Hospital da Brigada - 0% (0 ocupados em 6)
  • Hospital da Base Aérea - 0% (0 ocupados em 4)
     







fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190