imunização

Estado volta atrás sobre antecipar segunda dose da vacina contra Covid-19

Pedido do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) alerta para possível falta de doses para outros grupos que já tomaram a primeira

Foto: Renan Mattos (Diário) 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) acatou o pedido do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) para voltar a respeitar 12 semanas de intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina dos fabricantes Pfizer e AstraZeneca. Até então, a orientação era para os municípios anteciparem a aplicação para proteger os grupos vacinados primeiro, como é o caso de idosos, das novas variantes da doença. 

Quais as estratégias de cidades da região que avançam e já vacinam a população jovem

O Cosems argumentou com a mesma recomendação do Ministério da Saúde, que diz que é preciso respeitar as 12 semanas para evitar a falta de doses para segunda aplicação para outros grupos que já tomaram a primeira. Com isso, a antecipação fica restrita somente aos grupos que já tiveram as doses de AstraZeneca enviadas pelo Estado aos municípios, já que o imunizante estava em estoque. Os envios de doses, por parte do Ministério da Saúde aos Estados, ocorrem levando em consideração o intervalo de 12 semanas. 

A ação deste sábado, para idosos de 60 anos ou mais, permanece nos mesdos dias e locais já previstos. Na manhã desta quinta-feira, houve ação antecipada para 61 anos na cidade.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190