coronavírus

Entenda por que o Estado contabiliza menos casos de Covid-19 do que o município

Enquanto prefeitura considera 71 casos confirmados na cidade, Estado aponta 37

18.389

O boletim epidemiológico oficial da prefeitura de Santa Maria apontava, até o começo da manhã desta quinta-feira, que 71 pessoas estavam contaminadas pelo novo coronavírus na cidade. No entanto, os dados do município que constavam no boletim do governo do Estado, na mesma hora, registravam 37 casos confirmados de Covid-19, o que representava 34 a menos do que o divulgado pela prefeitura. 

Governo do Estado diz que os 10 leitos de UTI do Hospital Regional estão aptos a receber pacientes

Questionada sobre a diferença do número de pessoas com a doença, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que os casos que tiveram resultado positivo por exame laboratorial de biologia molecular ou por testes rápidos, sejam da rede pública ou privada, que são divulgados no painel da SES - disponível aqui - são aqueles que já foram informados ao Estado via sistema online de notificação. 

Santa Maria tem 101 casos de dengue e quatro de zika

De acordo com a SES, são reconhecidas para a notificação as análises realizadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen-RS) e por outros laboratórios (como os privados e de universidades) que já tenham recebido a certificação para o serviço - os laboratórios do Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) e da Universidade Franciscana (UFN) já foram validados para isso. 

Exames entregues por Bolsonaro à Justiça apontam resultado negativo para coronavírus

Neste ano, segundo a secretaria estadual, a Covid-19 passou a ser elencada entre as doenças de notificação compulsória. Ou seja, qualquer serviço de saúde - seja público, privado, convênio ou particular - deve notificar uma autoridade de saúde do município ou do Estado.

Pesquisa aponta que 56,1% dos santa-marienses só saem às ruas para atividades essenciais

A prefeitura de Santa Maria informou que a Vigilância Municipal em Saúde envia, por e-mail, os registros dos casos confirmados tão logo esteja de posse dos laudos dos exames do Lacen e do laboratório da rede Hermes Pardini, que, assim como o Lacen, é credenciado para atestar coronavírus. 

O Executivo afirmou, ainda, que o envio por e-mail é feito para a 4ª Coordenadoria Regional de Saúde (4ª CRS), que é a responsável por enviar os registros para o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), e ressaltou que o envio dos dados é feito no mesmo dia em que a Vigilância Municipal recebe os laudos dos exames, porque esses precisam ser anexados aos registros.

TESTES RÁPIDOS
A SES também informou que os resultados positivos via testes rápidos possuem uma alimentação no painel da secretaria por lotes, duas vezes na semana. Isso é diferente dos resultados laboratoriais (de biologia molecular, técnica também chamada de RT-PCR), que possuem atualizações diárias.

De acordo com o governo do Estado, para que sejam reconhecidos e identificados, é necessário que os municípios preencham corretamente as fichas de notificação no sistema online de vigilância. Por isso, eventuais divergências entre os números divulgados pelos municípios e Estado podem ocorrer em virtude dessa notificação ainda não ter sido realizada, por se tratar de laboratórios ainda não certificados ou por ser um caso de teste rápido já notificado que será incluído no lote seguinte da atualização do painel.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190