alerta global

Como se prevenir e o que fazer em caso de suspeita do novo coronavírus

Entenda como o vírus é transmitido e outras dúvidas sobre a doença

18.398
Foto: Foto: Renan Mattos (Diário)

Foto: Renan Mattos (Diário)

O primeiro caso suspeito do novo coronavírus em Santa Maria deixou a população em alerta. Mesmo sem confirmação de que o caso se trate, de fato, do Covid-19, é preciso se prevenir e saber o que fazer se sentir algum sintoma. 

Como o vírus é transmitido?

  • Provavelmente o novo coronavírus é transmitido através de tosse e espirro, assim como outros vírus respiratórios
  • Os cientistas ainda estão tentando entender quão facilmente ele é passado para outras pessoas
  • Segundo a OMS, a fonte primária do surto tem origem animal, e as autoridades de Wuhan disseram que o epicentro da epidemia era um mercado de peixes e animais vivos
  • Mais tarde, ficou provado que o vírus se espalhou entre seres humanos que não tiveram contato com o mercado
  • O Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças analisou 198 casos confirmados de infecção em Wuhan e descobriu que 22% das pessoas tiveram contato direto com o mercado de peixes e 32% tiveram contato com pessoas que estavam com febre ou tinham uma doença respiratória. Metade delas, porém, não teve contato nem com o mercado nem com qualquer pessoa doente. Dezesseis profissionais da saúde se infectaram ao cuidar de pacientes 

Qual é o período de incubação? 

  • De dois a 14 dias

Qual é o período de transmissibilidade? 

  • De uma forma geral, a transmissão viral ocorre apenas enquanto persistirem os sintomas. É possível a transmissão viral após a resolução dos sintomas, mas a duração do período de transmissibilidade é desconhecida neste caso

Brasil amplia alerta por suspeita de novo coronavírus para 16 países

Quais são os sintomas? 

  • Segundo a Sociedade Brasileira de Infectologia, há casos assintomáticos (sem sintomas)
  • Porém, o novo cononavírus também causa infecções de vias aéreas superiores semelhantes ao resfriado, como coriza, febre, dificuldade para respirar e até casos graves com pneumonia e insuficiência respiratória aguda, com dificuldade respiratória
  • No caso do Covid-19, ainda não há relato de infecção sintomática (com sintomas) em crianças ou adolescentes
  • Como a China compartilhou com a comunidade internacional o sequenciamento do vírus, os países conseguem confirmar os casos de infecção pelo vírus Covid-19 

Como se proteger? 

  • Lavar frequentemente as mãos usando álcool em gel ou água e sabão, especialmente após contato com pessoas doentes e antes de se alimentar
  • Quando tossir ou espirrar, cobrir a boca e o nariz com as mãos ou lenços descartáveis
  • Evitar o contato próximo com quem tiver febre e tosse
  • Em caso de febre, tosse e dificuldade para respirar, buscar ajuda imediata e compartilhar o histórico de viagens com os profissionais de saúde
  • Manter os ambientes ventilados
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca
  • Máscaras cirúrgicas podem ajudar a limitar o espalhamento de doenças respiratórias, mas por si só não são garantia de prevenção e devem ser combinadas com as medidas de higiene  

É prudente evitar viagens ao Exterior neste momento? 

  • Segundo a infectologista do Husm Liliane Pacheco, é prudente evitar viajar agora para países com muitos casos, como a Itália

Existe tratamento?

  • Não há um medicamento específico para a infecção. Indica-se repouso e ingestão de líquidos, além de medidas para aliviar os sintomas, como analgésicos e antitérmicos, segundo a Sociedade Brasileira de Infectologia
  • Nos casos de maior gravidade com pneumonia e insuficiência respiratória, suplemento de oxigênio e mesmo ventilação mecânica podem ser necessários
  • A OMS ressaltou que não é possível utilizar antibióticos para prevenir ou tratar infecção por coronavírus. Os antibióticos funcionam apenas contra bactérias 

Secretário de Santa Maria volta da Itália e deve ficar isolado em casa por precaução

Multivitamínicos, ozonioterapia e 'shots' de imunidade protegem do coronavírus? 

  • Não. Os supostos tratamentos preventivos contra o novo coronavírus que circulam na internet não tem respaldo médico. O uso de multivitamínicos orais e injetáveis, azul de metileno e ozonioterapia são ineficazes
  • Circula em grupos de Whatsapp vídeos de um suposto médico recomendando "imunomodulação com altas doses injetáveis de vitaminas D e C e aminoácidos" como forma de proteção, o que ele chama de "imunoshots" e diz ter respaldo da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia). A entidade divulgou nota negando o respaldo e repudiando o suposto tratamento oferecido  

Posso me contaminar com produtos que venham da China? 

  • Não. A transmissão do coronavírus ocorre exclusivamente de pessoa para pessoa ou de animais para pessoas

Posso me contaminar ao entrar em contato com algum objeto? 

  • Só existe risco se o objeto ou superfície tiver sido contaminado por partículas de saliva de uma pessoa infectada.

Precisa utilizar máscaras? 
Mesmo com confirmação do primeiro caso de coronavírus no Brasil, a Organização Mundial de Saúde (OMS) assegura que não há necessidade de se fazer uso indiscriminado de máscaras médicas. Porém, o órgão adverte que a população deve fazer a higiene correta das mãos para evitar contaminações em geral - como gripes comuns, por exemplo. 

Segundo a OMS, pessoas que não apresentam sintomas da doença ou que não tiveram contato com infectados só devem usar máscara se forem atender alguém com suspeita de contaminação pelo coronavírus. Quem esteve com pacientes suspeitos e apresentar sintomas como tosses e espirros deve utilizar as máscaras para evitar a propagação. Em situações como essa, é necessário procurar um serviço de saúde.

A OMS adverte que o uso das máscaras somente é eficaz se combinado com medidas de higiene, como a lavagem frequente das mãos com água e sabão ou a desinfecção com álcool gel. Também é necessário aprender como colocar e descartar os equipamentos.

Como usar: 

  • Antes de colocar a máscara, é fundamental que se higienize corretamente as mãos com água e sabão ou álcool gel
  • Cubra a boca e o nariz, certificando-se de que não há espaços entre o rosto e a máscara
  • Evite tocar a máscara enquanto a usa. Se isso acontecer, lave as mãos com água e sabão ou utilize álcool gel
  • Quando a máscara estiver úmida, troque-a
  • Nunca reutilize a máscara 

Como retirar: 

  • Tire a máscara por trás (não toque na parte da frente)
  • Descarte a máscara em um recipiente fechado
  • Após a retirada, lave as mãos com água e sabão ou faça a higienização com álcool gel 

*Com informações da Folhapress


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190