alerta

Como Santa Maria está se preparando para o novo coronavírus

Hospitais seguem protocolos e tem medidas especiais de prevenção

18.297
Foto: Foto: Renan Mattos (Diário)

Foto: Renan Mattos (Diário)
Na UPA, cartaz alerta para pacientes informarem unidade se viajaram nos últimos 30 dias

Após a confirmação do primeiro caso do novo coronavírus no Brasil (Covid-19) nesta quarta-feira, o alerta para evitar a contaminação ascendeu no país. Em Santa Maria, um paciente está em isolamento com sintomas suspeitos, mas ainda não há nenhum caso confirmado até hoje. Mesmo assim, os hospitais da cidade já elaboraram protocolos, sob orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com medidas especiais de prevenção e atendimento. 

Como se prevenir e o que fazer em caso de suspeita do novo coronavírus

Na Casa de Saúde e na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), cerca de 40 profissionais passaram por uma capacitação no início de fevereiro. Com isso, foram modificados os fluxos de atendimento aos pacientes. 

De acordo com a enfermeira do Controle de Infecção de ambas instituições, Karen Ariane Bär, assim que um paciente dá entrada na UPA, é perguntado se ele está com algum problema respiratório. Se sim, imediatamente a unidade disponibiliza para o paciente e acompanhante máscaras cirúrgicas descartáveis. Na sequência, é questionado se o paciente viajou para os países em alerta para o novo coronavírus ou teve contato com alguém que esteve nos locais recentemente. A partir disso, são realizados exames e, se o caso se tornar suspeito, o paciente é levado para uma sala isolada.

Segundo a enfermeira, até agora não houve atendimento a nenhum caso suspeito.  

- A partir do novo alerta, intensificamos nossos fluxos de atendimento e reforçamos as orientações a população, como a higienização das mãos, o não compartilhamento de utensílios, entre outros. Nós estamos preparados - completa Karen.  

Já no Hospital Universitário de Santa Maria (Husm), na tarde desta quarta-feira mais uma capacitação com os profissionais foi realizada com orientações para atendimento. Já na triagem é perguntado ao paciente se ele está com algum sintoma de problema respiratório e/ ou viajou ou teve contato com alguém que visitou um dos países monitorados. Caso haja alguma suspeita, o paciente é submetido a exames.  

Brasil amplia alerta por suspeita de novo coronavírus para 16 países

No Husm, até agora também nenhum caso suspeito foi registrado.  

- Eu recomendaria que as pessoas evitem viajar para os países em alerta neste momento. Para evitar a contaminação, o principal é sempre usar álcool em gel, sempre colocar a mão na boca ao tossir ou espirrar, porque isso evita qualquer tipo de vírus - ressalta a médica infectologista Liliane Souto Pacheco.  

No Hospital da Unimed, protocolos para controle e combate ao novo corona vírus já são seguidos há cerca de um mês, de acordo com o infectologista Fabio Lopes Pedro, que integra a Comissão de Controle de Infecção do Hospital (CCIH). Conforme o médico, quem chega no Pronto-Atendimento (PA) da Unimed com sintomas semelhantes ao Covid-19, como febre, tosse e falta de ar, passa por uma bateria de perguntas. Se a pessoa retornou de viagem em países da Ásia ou Europa nos últimos 15 dias, passa para isolamento e recebe máscara.

Santa Maria tem um paciente isolado com suspeita de coronavírus

O restante do atendimento é definido pelo médico que atende o paciente, com base em rotina interna local.

O infectologista diz que é importante que qualquer pessoa que tenha viajado para qualquer país com casos confirmados do novo coronavírus informe em uma unidade de saúde de Santa Maria caso perceba algum sintoma, mesmo que seja apenas um deles. Ele reforça que todos os postos e PAs estão preparados para atender os pacientes que estiveram no exterior. Fabio conta que na Unimed não há registro de atendimento suspeito de Covid-19, até o momento.

Conforme Guilherme Ribas, secretário de Saúde de Santa Maria, foi disponibilizado aos órgãos de saúde do município (públicos e privados) um número de telefone da Vigilância em Saúde municipal para facilitar a comunicação entre os profissionais.

- Se houver mais alguma notificação, nós vamos ser contatados e vamos dar andamento. A coleta é feita pelo serviço de saúde, mas a continuidade e o encaminhamento das amostras é responsabilidade do município. O nosso planejamento está todo sendo feito e construído em parceria com esses profissionais, construindo fluxos internos e de atendimento - ressalta Ribas. 

VÍDEO: grupo de Santa Maria tem apresentação cancelada na Itália por causa de coronavírus

ONDE PROCURAR ATENDIMENTO 
Caso uma pessoa esteja com algum sintoma (febre, calafrios, dor de cabeça, mal-estar, dores no corpo junto com diarreia, tosse ou secreção nasal) junto com histórico de viagem para área com transmissão local, contato próximo de caso suspeito ou caso confirmado de coronavírus nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais, a orientação é procurar imediatamente atendimento médico.

Em Santa Maria, na rede pública, é possível ir até o Pronto-Atendimento do Patronato ou na Unidade de Pronto-Atendimento, que funcionam 24 horas, ou no Pronto-Atendimento da Unimed, na rede particular, que também funciona ininterruptamente.

No Casa de Saúde e Husm, os pacientes precisam ser encaminhados por um médico caso o quadro seja urgente. 

*Colaborou Joyce Noronha


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190