pandemia

Cevs intensifica vigilância para identificar possível entrada da variante ômicron no Estado

A ômicron apresenta um grande número de mutações na proteína Spike do vírus, que é a parte responsável por se ligar à célula humana

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) intensificou o trabalho de vigilância genômica que permite identificar as variantes do coronavírus circulantes no Estado, de modo a reforçar uma possível entrada da nova variante ômicron, identificada na África do Sul, no Rio Grande do Sul.

Conforme o especialista em saúde do Cevs, Richard Steiner Salvato, todas as amostras analisadas nos laboratórios do Cevs que resultarem positivas e possuam carga viral suficiente passarão por um teste de RT-PCR específico para a identificação de possíveis casos da variante ômicron. Caso o teste indique a presença de uma mutação existente na ômicron e não na delta ou na gamma (variantes em circulação no Rio Grande do Sul atualmente), essa amostra passará por um sequenciamento genético completo para a confirmação. O sequenciamento completo poderá ser realizado no Cevs ou na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro.

Professora da UFSM participará de edição do projeto Mulheres na Ciência

A vigilância genômica do coronavírus é um trabalho de rotina do Cevs durante a pandemia, mas é intensificada durante os períodos em que surgem novas variantes de preocupação no mundo. VOC - variants of concern - na sigla em inglês, são variantes que apresentam mutações genéticas capazes de trazer alguma mudança no comportamento do vírus.

Salvato explica que a ômicron apresenta um grande número de mutações na proteína Spike do vírus, a parte responsável por se ligar à célula humana, e também é a região em que parte das vacinas agem. As mutações na proteína Spike fazem, principalmente, com que o vírus se torne mais transmissível.

Viva o Natal 2021 começa nesta quinta e terá espetáculo inédito

- A preocupação se dá pela rápida disseminação em países da África, mas ainda não é possível afirmar que, de fato, há alterações significativas no comportamento do vírus com essa variante - completou.

* Com informações do governo do Estado


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190