epidemia

Brasil tem 57 mortes e 2.433 casos confirmados de coronavírus

Representantes falaram sobre medicamentos, EPIs e aparelhos respiratórios

18.406

Em coletiva na tarde desta quarta-feira, o Ministério da Saúde informou novos números sobre o avanço do coronavírus no Brasil. No total, são 57 mortes e 2.433 casos confirmados.


O ministro Luiz Henrique Mandetta, o secretário de Ciências, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Denizar Vianna, e o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, falaram sobre os equipamentos de proteção individual (EPIs), sobre o medicamento hidroxocloroquina e sobre a produção de respiradores.

Em sete dias, 'Disque Covid UFSM' atendeu mais de 4 mil ligações sobre o coronavírus

Do total de mortes, 48 foram em São Paulo, seis no Rio de Janeiro, uma no Amazonas, uma no Rio Grande do Sul e uma em Pernambuco.


Para esclarecer sobre o uso do medicamento hidroxocloroquina, indicado para tratar malária, lupus e artrite reumatóide, Vianna e Mandetta esclareceram que apenas pacientes internados em estado grave, sob orientação do médico responsável, tem indicação de uso. A droga não serve para prevenir o vírus ou como tratamento para casos leves. Segundo Mandetta, o remédio pode causar arritmia e afetar o fígado, tendo efeitos colaterais bastante prejudiciais à saúde.

- Se você comprou essa medicação, pega a caixa, vai na farmácia, entrega pro farmacêutico, entrega em um hospital, num posto de saúde. O uso deve ser feito somente sob orientação médica - informa o ministro.

5 informações falsas sobre o coronavírus

Mandetta também afirma que houve o direcionamento de R$ 600 milhões aos municípios ou secretarias de saúde. Nesta quarta a tarde, o governador Eduardo Leite afirmou que o Estado recebeu R$ 35 milhões. 

Quanto aos equipamentos de proteção individual, Mandetta e Gabbardo afirmaram que o envio está sendo feito, por vezes, por via terrestre, o que causa demora na entrega. Eles afirmam que a reposição de máscaras deve ser feita semanalmente. Quanto aos respiradores, Gabbardo afirmou que as fábricas brasileiras estão fazendo um trabalho intensivo de produção. No entanto, elas devem ficar prontas em 30 dias. Por isso, outros aparelhos estão sendo importados da China. Eles devem chegar em cerca de 10 dias e serão direcionados aos Estados conforme a necessidade (casos e números de pacientes).

Vacinação contra a gripe é retomada nesta sexta em Santa Maria

Mandetta também informou que as vacinas para a gripe serão repostas gradualmente. Ainda estão previstas mais 75 milhões de doses.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190