novo coronavírus

Aumenta procura por máscaras e álcool gel em Santa Maria

Há dias, fornecedores estavam exportando material. Agora, mais consumidores daqui buscam itens

Laíz Lacerda
Foto: Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

Na manhã de quinta-feira, farmácias de Santa Maria já estavam sem máscaras e álcool gel nas prateleiras. Isso acontece devido à preocupação das pessoas em proteção e prevenção ao coronavírus. Quem está com viagem marcada ou costuma frequentar hospitais integram o público que tem comprado esse tipo de material. 

É importante lembrar que a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o uso das máscaras é apenas para pacientes com suspeita de infecção de coronavírus com sintomas respiratórios. Nesses casos, a máscara pode ajudar a limitar o espalhamento de doenças, mas não é garantia de prevenção. 

A procura pelos itens aumentou há cerca de duas semanas, mas, segundo a gerente da filial seis da Farmácia São João, Mariele Neuckamp, após o surgimento de um caso suspeito de infecção pelo novo coronavírus na cidade, na última quarta-feira, a procura pelas máscaras e álcool gel aumentaram significativamente. Porém, a rede de farmácias está com as máscaras em falta há duas semanas porque os fornecedores estavam exportando todo o estoque de máscaras.

- Até a manhã desta quinta, mais de 30 pessoas vieram procurar os produtos. Vendemos todas as unidades de álcool gel que tínhamos em estoque. Mas já estamos recebendo reposição - conta Mariele.

Jovem com sintomas de coronavírus terá isolamento domiciliar em São Gabriel

O cenário não é diferente em outros estabelecimentos. Dos quatro locais visitados pela nossa reportagem na manhã desta quinta-feira, apenas um tinha máscaras em estoque. 

- Nós ficamos vários dias sem. Até que hoje chegou uma nova remessa - conta Beatriz Vendrusculo, sócia-proprietária da farmácia Remedius.

De acordo com ela, o valor das máscaras subiu nos últimos dias. Há duas semanas o valor pago pela unidade era de R$ 0,50. Já depois que mais casos suspeitos do novo coronavírus chegaram ao país, o valor passou a ser R$ 3,50.

Como se prevenir e o que fazer em caso de suspeita do novo coronavírus

A pensionista Eroni de Fátima, 60 anos, foi até o centro da cidade, na manhã desta quinta, para comprar máscaras, pois como ela precisa se deslocar, rotineiramente, para Porto Alegre com a filha, que tem epilepsia, a preocupação em se proteger aumentou.

Depois da procura, Eroni encontrou o produto em uma loja onde havia estoque.  


Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

E não são apenas as máscaras tradicionais de TNT que estão em falta na cidade. A PFF2, conhecida como 'bico de pato', também está em falta nas prateleiras.

- O aumento veio desde a semana passada. Mas, em dois dias as vendas aumentaram até cinco vezes mais - conta a proprietária da Ortofisius, Vivian Zatta.

Como Santa Maria está se preparando para o novo coronavírus

Em menos de três horas, mais de 30 tubos de bolso de álcool gel já haviam sido vendidos na farmácia Panvel na Avenida Presidente Vargas.

Conforme o gerente, Anselmo Ribeiro, a farmácia também está sem máscaras e as últimas unidades de álcool foram vendidas durante a manhã desta quinta.





fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190