imunização

1,2 mil profissionais liberais foram vacinados neste sábado em Santa Maria

Além disso, 300 quilos de alimentos foram arrecadados nos locais de vacinação

Natália Müller Poll e Janaína Wille
Foto: Foto: Renan Mattos (Diário)


Foto: Renan Mattos (Diário)

O sábado de imunização contra a Covid-19 começou tranquilo em Santa Maria. Filas foram registradas no começo da manhã, mas em tamanho menor do que em etapas de vacinação anteriores. A ação deste sábado foi destinada a profissionais liberais da área da saúde que ainda não se vacinaram. Foram disponibilizadas 1,6 mil doses, dessas 1.255 foram aplicadas. A segunda dose será aplicada em 24 de abril, nos mesmos locais.

No drive-thru da Basílica da Medianeira, a fila de carros chegou até as proximidades da Autopeças Kobber, que fica na BR-158. Já no Colégio Marista, a fila foi de apenas meia quadra na Rua Floriano Peixoto - na quinta-feira, a fila chegou até a Rua Olavo Bilac. A espera das pessoas no local de vacinação também não foi tão grande. Na Basílica, as primeiras pessoas começaram a chegar na noite de sexta-feira. Na última quinta, havia gente que chegou por volta de 12h do dia anterior.

Até as 11h30min, o número de doses aplicadas no Colégio Marista Santa Maria era de 490. Neste horário, já não havia mais fila no local. Já na Medianeira, 560 vacinas foram feitas. No total, estiveram disponíveis 1,6 mil doses na manhã deste sábado, sendo 800 em cada local de vacinação.

O secretário de Saúde Guilherme Ribas lembra que esta já é a terceira etapa de vacinação dos profissionais liberais de saúde:
- É um grupo grande de profissionais, são cerca de 16 mil trabalhadores da área em Santa Maria. Sabendo disso, temos mais de 30 pessoas trabalhando na vacinação, são 10 profissionais fazendo cadastros, 12 planilheiros e 10 vacinadores, tudo para dar celeridadee diminuir a fila o mais rapido possível.

Apenas comércio essencial pode abrir no final de semana. Veja as regras

Podem se vacinar profissionais de nível técnico e superior. É necessário apresentar cópias do certificado de conclusão do curso técnico e de um documento que comprove o exercício profissional (carteira de trabalho ou autodeclaração disponível no site da prefeitura ou atestado preenchido pelo empregador ou contrato de trabalho ou cadastro ativo ou alvará de funcionamento/localização), além de carteira de identidade e CPF.

A assistente social Flávia Deprá Ribeiro Neto, 37 anos, recebeu a primeira dose da CoronaVac no Parque da Medianeira. Acompanhada da amiga, a psicóloga Juliana Falcão Martins, 37, elas estiveram entre as primeiras a serem vacinadas na manhã de sábado. Depois de quase 10h na fila, as amigas comemoraram o momento.
- Estávamos ansiosas. O ato da vacinação é importante para nós, que estamos na rua trabalhando. É uma segurança, acima de tudo, aos nossos atendidos e familiares - diz Flávia.

Juliana concorda com a amiga:
- Mesmo que saibamos o quanto é importante continuar se cuidando, usando máscara e álcool gel, estar vacinada dá uma sensação de segurança na hora de circular por aí.

VACINAÇÃO SOLIDÁRIA
A prefeitura, em parceria com o Banco de Alimentos, organizou uma ação para doações de alimentos em Santa Maria. Chamada de Vacinação Solidária, a iniciativa acontece no Colégio Marista Santa Maria (Centro) e no pátio da Basílica da Medianeira neste sábado, das 8h ao meio-dia, junto aos pontos de vacinação para os profissionais liberais da saúde. Foram arrecadados 300 quilos de alimentos. 

O secretário de desenvolvimento social João Chaves alerta que as pessoas não estão condicionadas a doação como forma de pagamento pela vacina. A doação é voluntária:
- Não é obrigatório doar o alimento para ser vacinado, mas a gente sabe o quanto Santa Maria é uma cidade solidária. A iniciativa tem o objetivo de ajudar muitas pessoas que atualmente estão passando fome na nossa cidade.

Os alimentos arrecadados serão organizados em cestas básicas e destinados para instituições e para pessoas cadastradas na Secretaria de Desenvolvimento Social. O presidente do Banco de Alimentos de Santa Maria, Iraci Dani, diz que já foram distribuídas 209 toneladas para 57 entidades durante a pandemia, mas os trabalhos da entidade não param:
- Fica aqui o nosso pedido para quem for se vacinar, traga sua doação. A comunidade que não vai se vacinar também pode trazer. Precisamos de qualquer alimento não perecível. Convidamos a comunidade a abrir seu coração para fazer outras famílias felizes.

A Vacinação Solidária terá continuidade nas próximas etapas da campanha de vacinação contra a Covid-19 e, para doar, basta levar o alimento no dia em que for receber a dose do imunizante. Já para as pessoas que precisam receber alimentos, é preciso entrar em contato com o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) mais próximo da sua residência.

NOS DISTRITOS
A manhã de sábado também foi dedicada aos idosos. Uma outra equipe da Secretaria de Saúde realizou a Campanha de Vacinação contra a Covid-19 na localidade de Três Barras, distrito de Arroio Grande. Ao todo, 66 pessoas de 70 anos ou mais receberam a primeira dose da vacina. Novas ações serão programadas para os próximos dias.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190