vacinação

Última semana para receber a dose da vacina contra a gripe

Campanha foi prorrogada e termina nesta sexta-feira para os grupos prioritários

Thays Ceretta

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)
A dose protege contra os três subtipos do vírus da gripe incluindo o H1N1, H3N2 e Influenza B

Quem está nos grupos prioritários e ainda não recebeu a dose da vacina da gripe, ainda dá tempo. Por decisão do Ministério da Saúde, a campanha de vacinação, em nível nacional, foi prorrogada por causa dos protestos dos caminhoneiros e termina na próxima A dose protege contra os três subtipos do vírus da gripe incluindo o H1N1, H3N2 e Influenza B. Até a data, as pessoas devem procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e Estratégia de Saúde da Família (ESF) para garantir a imunização.  

De acordo com o último boletim divulgado pelo setor de Vigilância Epidemiológica e Imunizações da prefeitura de Santa Maria, até agora foram vacinadas 73 mil pessoas na cidade. Os grupos das puérperas e dos indígenas já alcançaram e ultrapassaram a meta prevista de imunizados. Porém, o grupo das crianças permanece com a menor cobertura. Até o momento, apenas 6.954 crianças foram vacinadas, não tendo sido alcançada nem a metade do público previsto.

Atendimento odontológico da UPA passa a atender 24 horas

A meta geral da campanha é vacinar, pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários, o que representa mais de 68 mil pessoas no município. Estão inseridas as crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade; gestantes; puérperas até 45 dias após o parto; idosos; indígenas; e trabalhadores da área da saúde.

Além dessa população incluída nos grupos de risco, também são contemplados na campanha os professores; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional; e pessoas portadoras de doenças crônicas e de outras categorias de risco clínico. Para estes grupos, não há uma meta específica.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e, segundo o ministério, é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias. São priorizados os grupos considerados mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias. Conforme o órgão, a vacina é segura e reduz complicações que podem provocar casos graves da doença, internações e óbitos.

A dose utilizada na rede pública de saúde protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no Hemisfério Sul ao longo do último ano, incluindo o H1N1, H3N2 e Influenza B. Ao se dirigirem aos postos de Saúde, a orientação é que a comunidade que se encaixa nos grupos prioritários apresente a carteira de vacinação, além de um documento que comprove atender aos requisitos das categorias.

Husm cria sistema de senhas e chamada eletrônica para agilizar atendimento

Conforme a enfermeira Ana Motta, responsável pelo setor de Imunizações, quanto antes a população procurar as unidades de saúde, mais cedo estarão protegidas. Isso porque a vacina da gripe demora de 10 a 15 dias para fazer o efeito desejado e iniciar a proteção efetiva.

METAS GRUPOS PRIORITÁRIOS

Crianças de seis meses a menores de cinco anos

  • Meta: 14.315
  • Vacinados: 6.954 (48,58%)


Trabalhadores da área da Saúde

  • Meta: 14.471
  • Vacinados: 12.339 (85,27%)

Gestantes

  • Meta: 2.639
  • Vacinados: 1.867 (70,75%)


Puérperas

  • Meta: 434
  • Vacinados: 467 (107,60%)


Indígenas

  • Meta: 155
  • Vacinados: 165 (106,45%)


Idosos

  • Meta: 36.292 
  • Vacinados: 31.660 (87,24%)


Professores

  • Meta: 3.720
  • Vacinados: 2.532 (68,06%)


Crônicos 

Vacinados: 15.982


Sistema prisional

Vacinados: 1.034 


QUEM PODE SE VACINAR DE GRAÇA

  • Idosos a partir de 60 anos
  • Crianças de seis meses a cinco anos incompletos
  • Trabalhadores da saúde
  • Professores das redes pública e privada
  • Povos indígenas
  • Gestantes e puérperas (mulheres em até 45 dias após o parto)
  • Pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional
  • Pacientes com doenças crônicas (é preciso apresentar atestado médico)


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190